uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Permanência pouco permanente

Permanência pouco permanente

Edição de 09.01.2013 | O Cartoon da Notícia
O Serviço de Atendimento Permanente (SAP) de Benavente não é verdadeiramente permanente. Às horas de almoço e de jantar o serviço permanece aberto mas o atendimento pára pelo tempo necessário à mastigação da bucha pelos médicos. Por vezes a espera de quem espera prolonga-se por mais de uma hora embora seja possível perceber pelo tilintar de prato e talheres qual o ponto da situação. E tudo se tornou mais confrangedor desde que a televisão da sala de espera se avariou. Sem o ruído de fundo da novela ou do programa da Júlia é o som da mastigação que ecoa. Da casa de banho contígua à sala também chegam outros sons que nem sempre têm um timbre animador. Com febre ou sem febre alguns deliram a traçar cenários em que até entra o ministro da saúde, Paulo Macedo que, dizem, tem casa em Santo Estêvão, a recorrer ao SAP. Os mais calmos lembram que é melhor ouvir os médicos a mastigar do que não haver médicos e ficar apenas no ar o zumbido das moscas. Zzzzz....zzzzzzzz....zzzzzz
Permanência pouco permanente

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...