uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
PS a duas vozes

PS a duas vozes

Edição de 09.01.2013 | O Cartoon da Notícia
As apreciações e votações divergentes dos dois vereadores do PS sobre o orçamento da Câmara de Tomar para 2013, apresentado pela gestão PSD, têm motivado algumas picardias entre os dois socialistas sobre quem é a voz formal do partido na vereação. Na primeira reunião de câmara do ano, Luís Ferreira deixou claro que a posição do PS em relação ao orçamento municipal é clara e só uma: contra! Mas José Vitorino, que se absteve na votação permitindo a aprovação do documento à tangente, reagiu dizendo que a opinião do seu camarada é manifestamente exagerada. Como aliás se comprova facilmente pela abstenção de Vitorino na votação.“Todos sabemos que Luís Ferreira se apresenta aqui a dizer que as suas declarações são as do PS, e tenho tido alguma tolerância sobre isso mas há que esclarecer que o meu voto também é do PS, e eu abstive-me no orçamento. E fi-lo porque entendi que há a necessidade de termos uma autarquia que não se esconda atrás do facto de não ter orçamento”, afirmou José Vitorino. Só que Luís Ferreira não ficou convencido e insistiu dizendo que formalmente é ele a voz do partido no executivo, pelo menos até ao próximo desmentido...
PS a duas vozes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...