uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Loja social de Alhandra já vendeu 300 peças de roupa em nove meses

Junta de freguesia faz balanço positivo da loja que tem cada vez mais procura
Edição de 09.01.2013 | Sociedade
A loja social de Alhandra já vendeu desde a sua inauguração, em Março do ano passado, trezentas peças de roupa a pessoas carenciadas e a procura não pára de aumentar. A informação foi avançada pelo presidente da Junta de Freguesia, Luís Filipe Dias (PS), que fez um balanço positivo dos primeiros meses de funcionamento da loja social. O autarca afirma que são sentidas “cada vez mais dificuldades” pelos moradores e por isso o projecto já conta com duas voluntárias que abrem o espaço duas vezes por semana. A loja vende roupas, brinquedos, livros e material escolar a preços simbólicos, entre os 50 cêntimos e os três euros, a pessoas carenciadas. “Temos também uma verba em orçamento destinada a financiar um protocolo com farmácias da vila que permitirão aos mais idosos e aos carenciados obter descontos nos medicamentos”, adiantou o autarca. A loja social de Alhandra, recorde-se, foi uma das primeiras a surgir no concelho de Vila Franca de Xira com o objectivo de ajudar a combater o aumento da pobreza, causada essencialmente por situações de desemprego nos agregados familiares. O espaço fica situado no número 11 do mercado retalhista de Alhandra e serve as populações de três freguesias, Sobralinho, São João dos Montes e Alhandra, representando um universo de 20 mil habitantes. Os bens disponíveis na loja social são doados por moradores, comerciantes da vila, empresários e instituições sociais.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...