uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
António Matias Correia

António Matias Correia

51 anos, sócio-gerente da Maquivolt, Carregado

Dava ao Passos Coelho algo que fizesse muito mal à barriga. Ele precisava de algo que o fizesse reflectir bem no que anda a fazer aos portugueses. Ele anda a fazer-nos comer muito pior do que merecíamos.* * *Tenho um cliente que me diz que não pode passar sem o micro-ondas. A roupa leva à lavandaria mas o micro-ondas ajuda-o logo de manhã para aquecer o leite, descongelar a comida e fazer refeições rápidas. A vida corre a uma velocidade tal que todo o minuto é importante. * * *Se pudesse ter uma noite romântica seria nas Caraíbas, ao quente, com uma mulher de sonho. À beira mar, com umas velas por exemplo. Uns coiratos iriam ajudar a tornar a noite mais picante.

Edição de 16.01.2013 | Agora falo eu
Comida feita na hora ou aquecida no dia seguinte?Sempre feita na hora, a comida apura o paladar no dia seguinte mas não sou muito defensor das comidas requentadas, já para não falar do fast-food. Gosto de comida boa, feita no momento.Que petisco dava ao nosso primeiro-ministro?Dava ao Passos Coelho algo que fizesse muito mal à barriga. Ele precisava de algo que o fizesse reflectir bem no que anda a fazer aos portugueses. Ele anda a fazer-nos comer muito pior do que merecíamos. Dava-lhe algo que fosse muito picante e que lhe ficasse a arder na boca. Courato ou bifana?Courato, sempre! Vou de propósito a Vila Franca comer. Adoro.Que máquina é obrigatório ter em casa hoje em dia?É indispensável o frigorífico, uma placa para cozinhar e a máquina de lavar roupa. Nos tempos que correm as pessoas também necessitam de um micro-ondas. Temos clientes para quem o micro-ondas é tão ou mais importante que uma máquina de lavar. Tenho um cliente que me diz que não pode passar sem o micro-ondas. A roupa leva à lavandaria mas o micro-ondas ajuda-o logo de manhã para aquecer o leite, descongelar a comida e fazer refeições rápidas. A vida corre a uma velocidade tal que todo o minuto é importante. Se lhe dessem uma bicicleta vendia-a?Não, aproveitava para manter a forma física e poupar uns euros no transporte diário. Era também uma forma de fazer exercício, apesar de o tempo não ser muito.Um avião aterra de emergência numa ilha deserta e está sozinho. O que faria?Tinha logo um problema com a comida, sou um péssimo cozinheiro, não sei fazer nada (risos). Fazia uma fogueira para fazer sinais de fumo e pedir ajuda.Sporting ou Benfica?Sou sportinguista, apesar do mau momento do Sporting. É difícil aguentar o que se está a passar, o coração está a ficar melindrado. Adorava penalizar os jogadores no salário. Eles ganham demais para o que fazem, para o tipo de comportamento que têm mostrado. Se uma mulher sensual o abordasse como reagia?Não acredito que isso fosse possível, essas senhoras neste momento estão viradas para pessoas mais jovens (risos). Mas seria sempre um desafio. Iria sentir-me extremamente lisonjeado. O que é para si uma noite romântica?Se pudesse ter uma noite romântica seria nas Caraíbas, ao quente, com uma mulher de sonho. À beira mar, com umas velas por exemplo. Uns coiratos iriam ajudar a tornar a noite mais picante.Um grupo de amigos juntava-se para assaltar um banco e convidava-o para participar. Alinhava?Não! Entretenho-me com os jogos de sorte. Já fui um jogador mais assíduo, quando no início havia a febre do euromilhões. Afinal tanta coisa e ainda não estou milionário, alguma coisa correu mal, nunca se lembraram de mim. Tenho contribuído para fazer os outros felizes (risos). Encontra um recipiente vazio. Enchia-o com quê?De gasóleo. Porque o preço por litro vai subir e os meus carros precisam de trabalhar durante toda a semana. Seria uma maneira de rentabilizar o negócio.
António Matias Correia

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...