uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
A médica que cuida da saúde oral de crianças e adolescentes

A médica que cuida da saúde oral de crianças e adolescentes

Joana Farto é médica dentista, especializada em odontopediatria, e dá consultas em Santarém

Antes de ingressar na universidade pensava seguir medicina mas acabou por optar por medicina dentária. Uma decisão da qual não se arrepende.

Edição de 23.01.2013 | Identidade Profissional
No plasma colocado por cima da cadeira do dentista passam desenhos animados. O objectivo é abstrair as crianças de toda a parafernália de instrumentos que a rodeiam na hora da consulta. Joana Farto é médica dentista, especializada em odontopediatria, medicina dentária dedicada à saúde oral de crianças até aos 16 anos. Antes de ingressar na universidade pensava seguir medicina mas acabou por optar por medicina dentária. Uma decisão da qual não se arrepende. “Houve uma altura em que podia mudar mas não quis fazê-lo. Gosto do que faço e sinto-me muito realizada”, explica a médica.Joana Farto, 35 anos, é directora clínica da AS Clínica, situada na Urbanização de São Roque, junto à praça de toiros, em Santarém. Os seus dias dividem-se entre Lisboa e Santarém, onde dá consultas às segundas, quartas e sextas-feiras. A médica dentista sempre quis trabalhar com crianças por isso foi com naturalidade que enveredou pela especialidade de odontopediatria. Quando acabou o curso, em 2002, foi estudar para Barcelona (Espanha) onde ficou dois anos a fazer a especialidade. Já em Portugal concluiu uma pós-graduação em Ortodontia.A directora clínica afirma que as crianças devem fazer a sua primeira consulta no dentista por volta dos três anos e meio e que obrigatoriamente devem fazê-lo aos seis anos. “Tenho algumas crianças que vêm aos três anos mas a grande maioria vem pela primeira vez aos seis anos”, explica. Na sua opinião, actualmente os pais preocupam-se mais com a saúde oral dos filhos e apostam nas consultas de rotina para prevenir o aparecimento de problemas. Joana Farto considera que os pediatras têm tido um papel “fundamental” porque são eles que muitas vezes encaminham as crianças ao odontopediatra.A médica dentista refere que o grande problema para uma má saúde oral é a higiene. Os dentes devem ser lavados, no mínimo, duas vezes por dia. O maior erro das crianças é lavarem os dentes e depois beberem leite ou comerem papa antes de se deitarem e ficarem a noite toda sem lavar os dentes. “É muito importante perceberem que é fundamental lavar os dentes depois de comer coisas que contenham açúcar sobretudo à noite porque estamos muitas horas a dormir. São essas situações que provocam as cáries, o problema mais comum na boca das crianças”, esclarece.Há cada vez mais crianças a utilizarem aparelho nos dentes para corrigirem a boca e o aparelho definitivamente virou moda. Já ninguém tem vergonha de usar ‘arame’ na boca para corrigir a dentição. Falta de espaço na boca para os dentes é um dos principais motivos que leva as crianças e adolescentes a usarem aparelho. A médica explica que a falta de espaço na boca está relacionado com as alterações dos hábitos alimentares. “Existem várias teorias mas pensa-se que com o passar do tempo a boca tem vindo a ficar mais pequena. Mastigamos muito menos e coisas mais moles e mais cozinhadas. O que faz com que não haja uma rápida adaptação dos dentes. Os tamanhos dos dentes são fixos e os maxilares não se desenvolvem como deveriam o que provoca a necessidade de recorrerem à ortodontia para corrigir os problemas na boca”, esclarece.A cadeira do dentista continua a ser um demónio para muitos, mas as crianças cada vez têm menos medo. O problema é quando os próprios pais têm medo do dentista e, inconscientemente, transmitem essa ansiedade aos filhos. Nesses casos, Joana Farto aconselha que os pais não assistam à consulta para que as crianças estejam tranquilas. Para uma boa saúde oral a médica aconselha a que se escove os dentes duas vezes por dia com pasta que contenha flúor. Todos devem fazer uma consulta no dentista pelo menos uma vez por ano e não exagerar em coisas muito doces que façam mal aos dentes.
A médica que cuida da saúde oral de crianças e adolescentes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...