uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Casal de idosos burlado por falsos funcionários da Segurança Social

Levaram 500 euros às vítimas residentes no Pinheiro Grande, Chamusca
Edição de 23.01.2013 | Sociedade
Um casal de idosos foi burlado em 500 euros no Pinheiro Grande, Chamusca, por dois indivíduos que se fizeram passar por funcionários da Segurança Social. Fernando Marques e a esposa Emília estão longe de saber bem o que lhes aconteceu. “Atiraram-me qualquer coisa para a cara que me deixou completamente nas suas mãos”, diz a esposa.Fernando Marques é um homem doente, que já não reconhece ninguém. No dia 14 de Janeiro, cerca das 10h30, estava junto ao portão do quintal quando Emília, que estava dentro de casa, ouviu parar um carro e veio até junto do marido. Do carro saíram dois homens “bem vestidos e bem-falantes” que lhes disseram que eram da Segurança Social. “Disseram-nos que andavam a ajudar os idosos a trocar o dinheiro que está a ser recolhido”, disse a esposa.“Fiquei admirada e perguntei porque é que o dinheiro ia deixar de circular e eles responderam-me de uma forma intimidatória, dizendo que é sempre a mesma coisa, não lêem jornais e não vêem os noticiários. Nós andamos à frente a substituir o dinheiro que tiverem. Amanhã por volta das 10 horas têm que estar em casa porque vem cá a doutora Paula para entregar o novo cartão e só o entrega ao próprio. Fiquei atarantada e não respondi mais”, conta a idosa. E continua: “Os dois tipos perguntaram-me se tinha ouro em casa e eu disse que não. Perguntaram-me se tinha notas de cem euros, daquelas verdes. Voltei a dizer que não e foi então que um deles me disse para ir buscar o dinheiro que tivesse para eles trocarem. Foi a partir daí que eu fiquei desequilibrada e fui a casa buscar os 500 euros, que tinha vindo a juntar para uma pequena obra que estava para fazer, e passei-lhos para a mão”, disse Emília ainda desesperada por se sentir roubada.A seu lado, o marido Fernando Marques passava ao lado de toda a trama. “Ainda me disseram que a nossa reforma ia ser aumentada, iríamos receber mais quatro euros cada um”. Emília ainda continua sem saber bem o que lhe aconteceu. “Não me sentia nada segura, sentia a cabeça zonza. Só me apercebi que tinha sido roubada depois de eles me dizerem para ir buscar o bilhete de identidade. Fui dentro de casa e quando voltei já eles tinham ido embora”.Os dois homens, com idade aparente entre os 40 e 50 anos, que se identificaram como funcionários da Segurança Social, fugiram num carro verde. A queixa desta burla foi apresentada na GNR da Chamusca.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...