uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

“Enquanto tiver força o triatlo não acaba na Golegã”

O treinador João Mascarenhas saiu para formar uma equipa no Sport Lisboa e Benfica e levou com ele os melhores atletas do Núcleo Sportinguista da Golegã

O técnico João Mascarenhas que, conjuntamente com a direcção, iniciou e desenvolveu o projecto do triatlo no Núcleo Sportinguista da Golegã, abandonou o clube no final da época e aliciou vários jovens para irem com ele para o Benfica. Para a direcção do Núcleo a intenção seria a de pôr fim à modalidade no clube e na Golegã, mas o presidente Jaime Rosa garante que isso não irá acontecer. “Pelo menos enquanto eu tiver forças e os sócios do Núcleo me apoiarem”.

Edição de 30.01.2013 | Desporto
A saída de João Mascarenhas e João Diogo Rama, a equipa técnica que treinava os triatletas do Núcleo Sportinguista da Golegã, não foi feita da forma mais correcta. “Apesar do João Mascarenhas negar sempre que no final da época iria para o Benfica, eu já sabia que isso não era uma verdade. Numa altura em que ele começou a colocar os nossos atletas a praticar atletismo no Benfica, fiquei sem dúvidas de que para lá iria”, disse Jaime Rosa.Na fase final da época passada terão começado a surgir algumas situações de atrito entre a equipa técnica e a direcção e Jaime Rosa que estava a chegar ao final do mandato informou que não se iria recandidatar a um novo mandato. Também insatisfeito com “o comportamento” da equipa técnica, o atleta Diogo Rosa, filho do presidente, anunciou a sua saída para o Sporting Clube de Portugal.Entretanto com o anúncio da saída dos técnicos, Jaime Rosa entendeu que não seria o momento certo para sair e anunciou que voltará a ser candidato nas próximas eleições. “Quero ajudar a estabilizar o clube e principalmente o triatlo. Custou muito a criar a modalidade no Núcleo para agora cair”, disse.Jaime Rosa recusa alimentar a polémica sobre a saída de João Mascarenhas. “O treinador apenas não respeitou o clube, mostrou uma cara que nós não conhecíamos, mas que já tinha mostrado noutros clubes por onde passou. O aliciamento de atletas à revelia de todos nós, foi a parte mais negra da sua saída. Porque o facto de nunca nos dizer que já tinha contrato com o Benfica é secundário”, garantiu.O presidente está também agastado com o facto de alguns dos atletas ou os seus familiares não terem pelo menos a atenção de comunicarem o facto de irem para outro clube aos dirigentes do Núcleo. “Estivemos sempre ao seu lado, investimos muito na sua formação, penso que merecíamos uma palavra de informação da sua parte”, disse.João Mascarenhas não levou só os melhores atletas do Núcleo com ele. “Levou também alguns jovens para treinar com ele. Não tenho dúvida de que a ideia era acabar com o triatlo na Golegã, mas aí ele está bem enganado, nós vamos continuar. Vamos voltar do início e tenho a certeza que em breve voltaremos ao primeiro plano do triatlo nacional”, garantiu Jaime Rosa.Entretanto o treinador João Mascarenhas disse que não considerava uma notícia importante a sua ida para o Benfica e recusou que tenha sido ele a aliciar os atletas. O Benfica decidiu formar uma equipa de triatlo competitiva e convidou os melhores atletas para esse fim, a maioria dos convidados aceitou, não aconteceu nada mais do que isso.A equipa já está a trabalhar com uma nova equipa técnicaApesar de João Mascarenhas ter levado com ele também mais de duas dezenas dos atletas mais jovens, os dirigentes do Núcleo Sportinguista da Golegã não desarmam e já estão a trabalhar com vontade. “Já temos uma nova equipa técnica a trabalhar e pelo que observamos fomos felizes com a escolha, os jovens adoram os treinadores e trabalham com vontade”. “Sabemos que não vamos ter os mesmos resultados que tivemos até aqui, vamos ter que reconstruir toda a estrutura. Temos ainda cerca de meia centena de atletas, e encontrámos uma dupla técnica que nos dá garantias de desenvolver um bom trabalho”, disse Jaime Rosa.A equipa técnica é composta por Júlio Madrigal, um cidadão da Costa Rica, marido de uma médica que exerce clínica no Entroncamento. “Um treinador com grande formação académica, que foi seleccionador de ciclismo na Costa Rica e gestor de uma piscina, e é sobretudo um homem que os atletas adoram”. O outro técnico é um homem ligado à natação. “É o professor Luís Borga que também tem provas dadas e vai ficar ligado a toda a área da natação do Núcleo”, disse Jaime Rosa voltando a garantir a sua recandidatura a um novo mandato na direcção do Núcleo Sportinguista da Golegã.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...