uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Grupo de tomarenses decide organizar Carnaval mesmo sem apoio camarário

Edição de 30.01.2013 | Sociedade
“Está confirmado: Carnaval 2013 em Tomar”. Foi assim que a “Tomariniciativas” - Associação de Cultura anunciou que, mesmo sem os 15 mil euros de apoio camarário pretendidos, vai organizar um conjunto de eventos alusivos ao Entrudo. A associação, constituída por um grupo de tomarenses, já colocou na rua um cartaz oficial que dá como certo um conjunto de eventos, entre 9 e 13 de Fevereiro. Mesmo sem a possibilidade de alugarem ou construírem carros alegóricos, decidiu organizar no domingo, dia 10, um desfile espontâneo de máscaras, convidando todas as pessoas a aderir à iniciativa. Uma noite de DJs e um baile de máscaras no pavilhão municipal são outras das actividades pensadas pela associação. Numa reunião aberta à população, realizada na passada semana, os elementos da “TomarIniciativas” rebateram as críticas feitas na reunião do executivo da Câmara de Tomar de 17 de Janeiro, relativas à fraca qualidade do evento, envolvimento da comunidade e ao modo como as contas estavam apresentadas. A proposta da “TomarIniciativas”, que solicitava um subsídio de 15 mil euros, quantia igual à do ano passado, foi chumbada por seis dos sete elementos do executivo camarário, à excepção do vereador socialista Luís Ferreira. O mesmo executivo deliberou atribuir, por unanimidade, cinco mil euros à organização do Carnaval da Linhaceira, a sete quilómetros da cidade. Luís Honório, porta-voz da associação, recordou que o Carnaval de Tomar tem registado uma adesão de público que ronda as 20 mil pessoas e que, pelo menos, duzentas empresas, entre restaurantes e cafés, ganham com a sua realização. O MIRANTE sabe que os elementos da “TomarIniciativas” vão marcar presença na reunião pública de quinta-feira, 31 de Janeiro, de modo a solicitar apoio logístico para estas actividades e procurar, entre os elementos do executivo, “argumentos válidos” que sustentem o chumbo deste ano.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...