uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Querem ajudar canil de Rio Maior e dizem que não os deixam

Edição de 30.01.2013 | Sociedade
Duas pessoas de um grupo que pretende ajudar a melhorar o funcionamento do canil municipal de Rio Maior foram à última reunião do executivo camarário queixarem-se por não lhes ser permitida a entrada naquele espaço sem a presença do veterinário municipal, apesar de o recinto poder ser visitado diariamente entre as 09h30 e as 12h00.Luís Varela explicou que o grupo foi criado para ajudar a melhorar as condições do canil sem quaisquer custos para a autarquia. No âmbito das suas actividades já conseguiram angariar donativos para o canil junto de algumas empresas, como sacos de ração e desparasitante, e pretendem fazer alguns melhoramentos nas instalações. Só que da última vez que pretenderam entrar no espaço foram impedidos pelo funcionário, que disse ter ordens para vedar a entrada de pessoas sem o veterinário municipal estar presente. “Queremos ajudar, temos coisas para dar e para implementar sem quaisquer custos para a câmara e não nos deixam entrar”, queixou-se Luís Varela, acrescentando que não pretendem mandar no canil e que estão disponíveis para se sujeitarem às instruções da câmara e do veterinário.“As empresas que se propuseram ajudar não entendem esta atitude. Deram as coisas e as mesmas não podem ser entregues”, acrescentou Luís Varela garantindo que caso não possam atribuir essa ajuda ao canil de Rio Maior irão concedê-la a outra entidade do género. Já outro elemento do grupo, Vanessa Machado, reforçou as críticas e pediu uma mudança de atitude em relação a quem quer ajudar. “Os animais não podem falar, mas têm quem fale por eles, e também não podem votar, mas têm quem vote por eles”, concluiu.Na resposta, a presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais, deu conhecimento da informação que lhe foi prestada pelo veterinário municipal onde explica que decidiu não permitir a entrada de visitantes sem a sua presença porque os queixosos entraram há pouco tempo no canil e tiraram fotografias sem a sua autorização. “O veterinário municipal tem tido alguns problemas de saúde e deu instruções ao funcionário para que não deixem entrar ninguém quando estiver ausente”, justificou a autarca, pedindo compreensão e respeito pelo trabalho do veterinário e do funcionário do canil.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...