uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Espólio da Fundação António Quadros de malas aviadas para Rio Maior

Espólio da Fundação António Quadros de malas aviadas para Rio Maior

Protocolo entre o município e essa entidade já foi assinado. Acervo da Fundação vai ter como destino a Biblioteca Municipal.

Edição de 15.05.2013 | Cultura e Lazer
A Câmara de Rio Maior e a Fundação António Quadros já assinaram o protocolo que prevê a transferência do espólio dessa fundação para a Biblioteca Municipal de Rio Maior. Este passo é o culminar de uma candidatura apresentada pela autarquia à Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito da “Qualificação das Novas Gerações”.A Fundação António Quadros foi criada a 6 de Maio de 2008 com o objectivo de promover e apoiar a investigação, tratando e disponibilizando os espólios dos escritores Fernanda de Castro, António Ferro e António Quadros. Essa entidade reúne um acervo documental e bibliográfico de grande importância, incluindo, para além de uma valiosa biblioteca, os documentos dos espólios dos três autores, como manuscritos das suas obras, alguns deles inéditos, correspondência, fotografias, catálogos de exposições, monografias e recortes de imprensa. Na cerimónia de assinatura do protocolo, a presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais (PSD), destacou “o papel desempenhado por António Ferro, Fernanda de Castro e António Quadros na vida cultural nacional e internacional, entre 1895 e 1994, e a importância de descentralizar o acesso à cultura, habitualmente concentrada nos grandes centros urbanos”.No âmbito deste acordo, o município compromete-se a disponibilizar à Fundação os espaços necessários para preservação, tratamento, divulgação e colocação ao serviço da investigação, do seu espólio documental, bibliográfico e artístico. Assume ainda a divulgação dos eventos da Fundação e as despesas com limpeza, água e electricidade, bem como a disponibilização de um espaço próprio para a Fundação e o acesso a áreas comuns como a sala de leitura e, também, o auditório da Biblioteca Municipal para a realização de actividades.Por sua vez, a Fundação António Quadros compromete-se a apoiar e promover o desenvolvimento, a cultura e o património do concelho de Rio Maior, bem como promover e apoiar actividades culturais da câmara e estabelecer acordos e parcerias com escolas e instituições culturais do concelho e do país criando programas de estágio e voluntariado.Mafalda Ferro, da Fundação António Quadros, salienta que “a assinatura do protocolo que a Fundação assinou com a câmara do município que António Quadros elegeu como local de pensamento e reflexão e onde produziu importante trabalho literário e filosófico, representa uma das maiores homenagens que lhe foi prestada. Tenho a certeza que, tivesse ele previsto a existência da Fundação António Quadros, receberia com grande alegria e gratidão a notícia do protocolo que hoje foi assinado”.
Espólio da Fundação António Quadros de malas aviadas para Rio Maior

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...