uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Autarcas de Ourém contra encerramento de duas estações dos CTT no concelho

Edição de 15.05.2013 | Sociedade
O executivo municipal de Ourém condena a decisão do Governo de fechar as estações de correios de Gondemaria e Freixianda acusando-o de abandonar as populações do interior. Este protesto, que será entregue ao primeiro-ministro e ao Presidente da República, vem no seguimento do protesto das populações destas duas freguesias na semana passada contra a decisão de encerrarem os CTT.“Nos últimos anos, o concelho de Ourém, viu encerrar balcões da Segurança Social, postos médicos, partes relevantes dos serviços de saúde, públicos e privados, serviços judiciais relevantes, extinção de freguesia entre outros. Já basta desta onda de encerramentos dos serviços públicos fundamentais para as populações que deveriam estar garantidos pela Constituição”, pode ler-se na proposta aprovada por unanimidade pelo executivo municipal.O vereador independente, Vítor Frazão, sente-se “repugnado” com a desertificação que estão a impor ao país. “Já só falta mandarem retirar o pároco das freguesias, a igreja paroquial e o cemitério de todas as localidades do interior”, criticou em tom irónico. O presidente do município, Paulo Fonseca (PS), informou que os responsáveis dos CTT lhe garantiram que não vão ser tomadas quaisquer medidas de encerramento nestas duas localidades até final do ano. “O que pode motivar tanta estupidez para criar esta onda de se querer acabar com tudo? Não faz sentido”, reforça.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...