uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Filomena Flores

Filomena Flores

Advogada, 42 anos, Vila Franca de Xira

“Tenho alguma pena do Colete Encarnado já não ser o que era, gostava muito da festa antigamente. À Feira de Outubro vou sempre, sobretudo aos toiros, gosto de entrar nas largadas”* * *“Só interessa tirar um curso se for o curso de que gostamos. Tirar o curso só porque tem mais saída profissional, para mim, não me parece correcto nem me entusiasma”* * *“Hoje em dia temos muito pouco em Vila Franca de Xira. Até para dormitório estamos pior que outras cidades como Alverca. Falta-nos uma grande urbanização, porque bons acessos à capital já temos”

Edição de 02.10.2013 | Agora falo eu
Como viu as últimas eleições autárquicas?Com normalidade, correu tudo bem. Houve uma abstenção superior a cinquenta por cento e isso significa o descontentamento das pessoas. Mas também acho que nestas autárquicas se colocou o factor emigração, porque muitas pessoas estão a trabalhar no estrangeiro e como não há a possibilidade de votar por correspondência muita gente ficou impossibilitada de exercer esse direito.Dava uma bofetada num jovem que hoje em dia escolhesse licenciar-se em Direito?Não, vale sempre a pena. Só interessa tirar um curso se for o curso de que gostamos. Tirar o curso só porque tem mais saída profissional, para mim, não me parece correcto nem me entusiasma. Mas nunca faria isso a alguém que, em princípio, tem o desejo de fazer alguma coisa por todos nós. O advogado tem esse papel, de servir o cidadão. O meu trabalho actualmente centra-se em direito criminal, civil, comercial, fiscal e administrativo.Se pudesse mandar um presente de Vila Franca de Xira ao primeiro-ministro o que escolhia?Dava-lhe uma réplica do nosso barco varino “Liberdade”, que é muito bonito. E estou a ser simpática. Mesmo que não tenhamos grande admiração pela pessoa devemos-lhe algum respeito e o barco é um ícone da nossa cidade. A título pessoal já lhe dava outra resposta diferente (risos).Se tivesse uma caderneta de cromos que personalidade queria colar?O Alberto João Jardim. É uma figura que dava um bom autocolante. Mas há por aí outros grandes cromos.Um amigo oferece-lhe um bilhete para ir a um estádio ver a bola. Aceitava?Sim, não o trocava por nenhum outro. Gosto muito de futebol e sou sportinguista. Mas gosto de outras actividades, sobretudo de cultura, como ir ao teatro, cinema ou ver um espectáculo de dança.O que é melhor: o Colete Encarnado ou a Feira de Outubro?São feiras diferentes que não dá para comparar. São duas festas distintas, uma é uma feira anual de artesanato e diversão que também tem a componente dos toiros e touradas. O Colete Encarnado é diferente, é uma homenagem ao campino e ao campo, são coisas distintas. Tenho alguma pena do Colete Encarnado já não ser o que era, gostava muito da festa antigamente. À Feira de Outubro vou sempre, sobretudo aos toiros, gosto de entrar nas largadas.Vila Franca é um bom sítio para viver e trabalhar?Neste momento não está a ser uma boa cidade para viver nem para trabalhar, infelizmente. Hoje em dia temos muito pouco em Vila Franca de Xira. Até para dormitório estamos pior que outras cidades como Alverca. Falta-nos uma grande urbanização, porque bons acessos à capital já temos.Se tivesse que abanar a vida cultural da cidade o que fazia?Um ciclo de concertos. Houve aí a Semana do Onze, foi uma iniciativa muito interessante feita por jovens que podia ser feita mais vezes. Apreciei imenso. Temos também um rio que praticamente não é aproveitado. A nova biblioteca da cidade foi um bom investimento?Não. Não nos faz falta uma biblioteca daquelas dimensões, aquele espaço é para se aproveitar e até podia ter futuramente uma biblioteca, mas não daquele tamanho e nesta altura. Não me parece que fosse para já a maior prioridade, teríamos outras.
Filomena Flores

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...