uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
“Isto não é Alentejo nem nunca será”

“Isto não é Alentejo nem nunca será”

Presidente da Entidade de Turismo do Alentejo garante que vai trabalhar para promover a marca Ribatejo e os 11 municípios da Lezíria do Tejo que integram a organização que dirige.

Edição de 02.10.2013 | Sociedade
A Casa do Campino, em Santarém, vai albergar já este mês uma delegação da Entidade Regional de Turismo do Alentejo (ERTA) e esse é um sinal claro do propósito em promover as potencialidades e produtos da Lezíria do Tejo. O anúncio foi feito pelo presidente dessa organização, António Ceia da Silva, durante a apresentação de mais uma edição do Festival Nacional de Gastronomia, que vai decorrer na cidade ribatejana entre 25 de Outubro e 3 de Novembro e que contará com a colaboração da ERTA.Ceia da Silva desvalorizou o facto de os 11 municípios da Lezíria do Tejo terem deixado de integrar uma estrutura de promoção turística mais associada à região (como em tempos sucedeu com a Região de Turismo do Ribatejo ou com a Entidade de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo, entretanto extintas e que tinham sede em Santarém), garantindo que a integração de alguns municípios ribatejanos no Turismo do Alentejo não vai significar menor atenção às suas especificidades.“Aqui, nós somos a Entidade Regional de Turismo e a marca é Ribatejo. Isto não é Alentejo nem para nós nem para quem cá está. Vamos trabalhar essa marca”, afirmou Ceia da Silva, acrescentando que aos vários agentes do sector compete adequarem-se à realidade da saída da recente reestruturação do mapa das regiões de turismo que extinguiu várias delas. “Isto não é Alentejo nem nunca será. A nós cabe-nos dinamizar a marca Ribatejo”, reforçou durante a conferência de imprensa realizada na tarde de quinta-feira, 26 de Setembro, em que teve ao lado o vereador da Câmara de Santarém António Valente e o administrador executivo da empresa municipal Viver Santarém, Luís Arrais.Um exemplo dessa cooperação passa pelo apoio da ERTA ao Festival Nacional de Gastronomia, que este ano será organizado exclusivamente pela empresa municipal Viver Santarém, após ter sido extinta a associação que realizava o festival e que envolvia a autarquia e a finada Entidade de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo. Uma colaboração que, segundo os oradores, será para continuar neste ou noutros moldes.Festival espera 100 mil visitantesO 33.º Festival Nacional de Gastronomia vai ter como lema “O país à sua mesa”, esperando a organização mais de 100 mil visitantes. “Pretende-se que este festival seja uma afirmação da capitalidade de Santarém no panorama da gastronomia e que continue a ser o maior festival no país”, disse por seu turno à agência Lusa Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara de Santarém, à margem da apresentação do festival. Nos últimos anos os números têm rondado os 80 mil visitantes.O festival retoma este ano os almoços temáticos (interrompidos na edição anterior), contando com dias dedicados a cinco regiões de turismo do país. O dia 25 será dedicado à Região de Turismo do Alentejo e Ribatejo, seguindo-se a Região Centro (26 de Outubro), Região do Algarve (27), Região de Lisboa (1 de Novembro) e Região Norte e Porto (2). O evento contará com a representação de todas as regiões de turismo do continente e ilhas, num total de 13 restaurantes.Demonstrações de cozinha ao vivo, com especial enfoque para a dieta mediterrânea, artesanato e um programa de animação que põem em destaque a cultura ribatejana, são outros dos atractivos do certame. Os preços das entradas mantêm-se nos 2 euros. O orçamento da organização ronda os 150 mil euros, estimando-se que as receitas atinjam entre os 280 mil e os 300 mil euros, graças à bilheteira, aluguer de espaços para restaurantes e expositores diversos e ainda aos patrocínios.A fadista Célia Leiria, David Antunes e os Anjos são alguns dos nomes já confirmados para programa de animação que integrará ainda sevilhanas e folclore.
“Isto não é Alentejo nem nunca será”

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...