uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Quem tem medo de investir no hotel inacabado?

Edição de 09.10.2013 | O Mirante dos Leitores
Já lá vão quase 25 anos e o dito “mamarracho” não passou de um esqueleto de betão. Durante sete anos, o executivo de Moita Flores não conseguiu desbloquear a situação o que só demonstra incompetência ou burocracia a mais. Ou as duas coisas. O que não se compreende de maneira nenhuma é o facto de existirem pessoas com dinheiro que não têm ideias nem coragem para aproveitar a localização especial que o edifício oferece. Um hotel de 5 estrelas (ou no mínimo 4) com SPA vocacionado para tratamentos de saúde (termas), com salão de chá e restaurante “gourmet”, um espaço vocacionado para hipismo (aproveitando o CNEMA ali ao lado), com zonas para desportos como golfe, ténis, ciclismo, natação, futebol, atletismo e pesca desportiva (aproveitando também o CNEMA, as Caneiras e demais espaços livres nas zonas circundantes) e por último, vocacionado para o pára-quedismo (aproveitando o aeródromo também ali ao lado), ainda por cima geograficamente bem situado (perto de Lisboa, com bons acessos à A1 e A13), devia atrair a atenção. Porquê este receio de se investir numa estrutura com esta envergadura, sendo Santarém conhecida por capital do Gótico e tendo a Feira Nacional da Agricultura que atrai cerca de 300 mil visitantes e o Festival de Gastronomia que atrai cerca 150 mil visitantes? Ai se eu tivesse dinheiro. Gonçalo Rosário

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...