uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Sousa Gomes procura ocupação para não ficar sem nada para fazer

Sousa Gomes procura ocupação para não ficar sem nada para fazer

Presidente cessante da Câmara de Almeirim não toma posse como eleito na assembleia municipal
Edição de 09.10.2013 | Política
Ficar sem nada para fazer é um cenário que atemoriza o presidente cessante da Câmara de Almeirim, José Sousa Gomes. O autarca, cabeça de lista à assembleia municipal num movimento independente com o seu nome liderado pela sua chefe de gabinete, Rosa Nascimento, ficou em último nas eleições autárquicas. Apesar de conseguir ser eleito, Sousa Gomes, em declarações a O MIRANTE, diz que não vai assumir o lugar e que anda à procura de uma actividade para fazer quando sair da câmara. O que acontece dia 18 com a tomada de posse dos novos eleitos.O ainda presidente, em gestão, diz que quem irá ficar no seu lugar na assembleia municipal é Rosa Nascimento que era a terceira da lista a esse órgão. Jorge Veiga Dias, o número dois, também não estará disponível para se sentar na assembleia. Sousa Gomes refere ainda que não tomar posse como eleito da assembleia é uma opção pessoal mas admite ir assistir a algumas reuniões no lugar do público para manter o contacto com a política e com as pessoas.Em declarações ao nosso jornal, Sousa Gomes salienta que depois de uma vida intensa de trabalho ficar sem uma ocupação é uma coisa que o preocupa. Revela que muito provavelmente irá colaborar como voluntário sem receber qualquer compensação com o Centro de Recuperação Infantil de Almeirim (CRIAL), presidido pelo vereador cessante José Carlos Silva, que era candidato pelo “Movimento Zé Gomes” à freguesia de Almeirim que foi ganha pelo PS.Sousa Gomes, que é presidente da assembleia geral da instituição, confessa que já falou sobre isso com José Carlos Silva e que está previsto acompanhar a implementação do projecto de residência para deficientes, financiada por fundos comunitários. “É uma forma de pôr a minha experiência ao serviço da instituição”.Sousa Gomes era presidente da Câmara de Almeirim há duas décadas. Foi nos seus mandatos que se construiu a estação de tratamento de águas residuais que serve também Alpiarça, entre muitas obras que mudaram a face do concelho. Esteve na primeira linha do associativismo municipal, primeiro com a criação da Associação de Municípios da Lezíria do Tejo, que originou depois a comunidade urbana e actualmente a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), da qual ainda é presidente.O autarca é ainda o presidente da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo, tendo defendido que esta se mantivesse unicamente com capitais públicos depois de ter falhado a entrada de um parceiro privado na empresa. Cargo do qual vai ter de sair após terminar o mandato autárquico, o mesmo acontecendo com o da presidência da CIMLT.José Sousa Gomes, foi professor e esteve ligado ao associativismo em várias colectividades e clubes, como o União de Almeirim. Em 2011 foi distinguido com o Prémio Vida nos Prémios Personalidade do Ano atribuídos por O MIRANTE. Na cerimónia, e após receber o prémio, confidenciou que “este serviço é de utilidade extrema e torna a vida de autarca apaixonante”. Sousa Gomes foi sempre eleito pelo PS e um destacado dirigente partidário na região. Antes das eleições entrou em divergências com o partido por não concordar com a escolha do seu vice-presidente, Pedro Ribeiro, para candidato e que veio a ganhar as eleições com maioria absoluta.
Sousa Gomes procura ocupação para não ficar sem nada para fazer

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...