uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Emigrantes qualificados abandonam Portugal para deixarem de ser jovens

Edição de 16.10.2013 | O Mirante dos Leitores
Esta nova geração de emigrantes portugueses em França mostra a realidade do futuro que não há em Portugal. Os jovens qualificados farão todo tipo de serviço que não fariam em Portugal. Limpar fossas, trabalhos agrícolas, varredores entre outros. Na verdade, a realidade económica de França permite que estes trabalhos sejam renumerados com pagamentos em valores superiores aos praticados em Portugal e com uma assistência social mais digna no que diz respeito aos trabalhadores desempregados. Para nós portugueses a saída de seus filhos para a Europa significa uma grande tristeza para as famílias e uma grande perda para o país. Portugal investiu muito nas requalificações profissionais e nas formações, mas não tem onde usar os profissionais. Os países europeus agradecem a Portugal por formarem pessoas para trabalharem nas suas empresas e nos subempregos, já que o nosso país não tem a capacidade de criar empregos devido a má gestão, da corrupção e do mau uso dos recursos europeus.O Turismo e a Agricultura são geradores de dinheiro e de empregos, mas nada se faz para usar estes recursos em Portugal. As cidades históricas excepto Óbidos, que é uma boa referência do que deve ser feito nas cidades e vilas “velhas”, o resto do país é um caos completo, repleto de burocracias e corrupção. As zonas velhas e históricas deviam ser exemplos e referências como forma de Turismo e na criação de empregos, mas as autarquias fazem exactamente o oposto.Joaquim

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...