uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Paulo Fonseca faz acordo com vereador independente para garantir tranquilidade na Câmara de Ourém

Paulo Fonseca faz acordo com vereador independente para garantir tranquilidade na Câmara de Ourém

Vítor Frazão, do MOVE, admite que foi o grande vencedor das últimas eleições autárquicas ao ocupar uma posição de fiel da balança entre PS e PSD. O eleito independente não vai ter pelouros atribuídos e só vai ganhar as senhas de presença por participar nas reuniões de câmara.

Edição de 16.10.2013 | Política
Depois de ter perdido a maioria absoluta na Câmara de Ourém nas últimas eleições autárquicas, o Partido Socialista (PS) viu-se forçado a fazer um acordo com o movimento independente (MOVE) para assegurar a estabilidade da gestão municipal. O presidente reeleito Paulo Fonseca, que venceu com uma diferença de apenas 120 votos em relação à coligação PSD/CDS, propôs uma aliança política ao vereador do MOVE Vítor Frazão, que no anterior mandato foi vereador do PSD antes de assumir o estatuto de independente após desavenças internas com o seu partido. Frazão aceitou o desafio mas vai ser um vereador sem pelouros atribuídos. O autarca, que vai deixar o projecto empresarial que lidera enquanto estiver na câmara, apenas vai receber as senhas de presença relativas à participação nas reuniões camarárias. O compromisso de governabilidade foi assinado ao final da manhã de terça-feira, 15 de Outubro, no auditório da Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Piedade, em Ourém. O novo executivo camarário é composto por três vereadores da coligação PSD/CDS, um autarca do MOVE e três eleitos do PS, que perdeu um vereador face ao anterior mandato. Neste novo mandato José Alho, que era vice-presidente, não faz parte da equipa de Paulo Fonseca.Apesar de contido, Vítor Frazão era um homem verdadeiramente feliz. Frazão (que foi presidente da autarquia em parte do mandato 2005-2009) admite que foi o grande vencedor das eleições de 29 de Setembro e que valeu a pena lutar pelo seu projecto autárquico. “Os oureenses ditaram nas últimas eleições que a composição do elenco camarário, em relação ao último mandato, se alterasse. Vou empenhar-me pelo desenvolvimento do nosso concelho e bem-estar das suas gentes”, afirmou acrescentando que, “em tempo oportuno” vai ceder o seu lugar a outro elemento do MOVE, não justificando o porquê desta decisão.Paulo Fonseca garantiu que deposita profunda confiança em Vítor Frazão e que vão ser cumpridos todos os pontos do compromisso de governabilidade. “Podem ficar tranquilos que durante os próximos quatro anos vai haver uma equipa tranquila. Estamos disponíveis para, de mãos dadas, resolvermos os problemas do concelho”, sublinhou.Frazão confessou ainda que também teve convites para possíveis alianças com o PSD para todos os órgãos autárquicos. Apesar de na câmara ter decidido aliar-se ao PS, na assembleia municipal e algumas juntas de freguesia essa decisão ainda não foi tomada. O vereador garante que o fará nos próximos dias. O presidente da câmara explicou que o acordo foi assinado antes da tomada de posse (que se realiza na próxima sexta-feira, 18 de Outubro) para que tudo estivesse definido e não houvesse especulações.
Paulo Fonseca faz acordo com vereador independente para garantir tranquilidade na Câmara de Ourém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...