uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Nova unidade de saúde assegura médico de família para utentes da Barquinha e Entroncamento

Nova unidade de saúde assegura médico de família para utentes da Barquinha e Entroncamento

Valência funciona no espaço da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Vila Nova da Barquinha e foi inaugurada na manhã de terça-feira.

Edição de 16.10.2013 | Sociedade
A nova Unidade de Saúde Familiar (USF) “Barquinha” vai assegurar que todos os utentes de Vila Nova da Barquinha passem a ter médico de família alargando-se esta possibilidade aos residentes no concelho vizinho do Entroncamento. A informação foi dada a O MIRANTE por Sofia Theriaga, directora do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo, após a inauguração da valência na manhã de terça-feira, 15 de Outubro, presidida pelo Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, Leal da Costa. “Na prática, mais de 3200 utentes passaram a ter médico de família. Como esta USF também se candidatou ao Entroncamento, pode receber inscrições de utentes residentes nesse concelho”, disse a responsável, realçando que esta é a sétima USF do ACES Médio Tejo.A USF Barquinha funciona no espaço da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados, na Rua Dissay, perto do quartel de Bombeiros de Vila Nova da Barquinha. Trata-se de uma estrutura inaugurada há 11 anos, não tendo sido necessário qualquer investimento por parte da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo para o início de actividade desta USF que serve um total de 9.500 utentes inscritos. Na USF trabalham cinco médicos, cinco enfermeiros e cinco assistentes, num horário de atendimento de segunda a sexta, das 8h00 às 20h00.“Um grupo de profissionais propuseram organizar-se em equipa e formar uma Unidade de Saúde Familiar, conseguindo motivar duas médicas, em final de internato médico, a iniciar aqui a sua carreira o que foi uma mais valia para tornar esta candidatura viável”, recordou Joaquim Branco, coordenador da USF Barquinha.Miguel Pombeiro (PS), presidente cessante da Câmara da Barquinha, referiu que a inauguração desta USF é uma mais valia para o concelho, que se encontra geograficamente localizado a 15 quilómetros de distância de três hospitais. “Mal seria se, com estes hospitais por perto, existissem munícipes sem terem sequer médico de família”, disse o autarca que felicitou ainda a opção da USF em manter as extensões de Atalaia (1503 utentes), Praia do Ribatejo (795 utentes) e Limeiras (519 utentes).Centro de Saúde de portas fechadas no dia da inauguraçãoAlguns utentes da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Vila Nova da Barquinha ficaram surpreendidos com o facto de, nesse dia, não ser prestado atendimento ao público nem consultas, até porque a inauguração só ocupou parte da manhã. Uma utente, por exemplo, ficou de mãos a abanar e só pretendia um carimbo num papel. João Moura vinha para saber quando tem que levar a vacina mas voltou para a horta sem ter essa informação. Questionada por O MIRANTE sobre a opção de fechar a unidade de saúde durante todo o dia, Sofia Sofia Theriaga, directora do ACES Médio Tejo, respondeu que os serviços iam aproveitar esse dia para fazer a transferência de ficheiros informáticos que levam algumas horas a concretizar. “Seria complicado estarmos a realizar consultas sem sistema informático pelo que aproveitamos este dia para fazer todos os trabalhos inerentes à abertura de uma nova USF”, justificou. A responsável acrescentou, no entanto, que não se deixaram de fazer alguns tratamentos programados de enfermagem calendarizados para o final da tarde.
Nova unidade de saúde assegura médico de família para utentes da Barquinha e Entroncamento

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...