uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Jovem de Abrantes criou uma montra virtual onde expõe a sua arte

Jovem de Abrantes criou uma montra virtual onde expõe a sua arte

Cremilde Bispo licenciou-se em escultura mas é na criação de peças exclusivas na área da bijuteria que investe o seu talento e imaginação. A Internet é a montra onde expõe colares, pulseiras e outros artigos.

Edição de 23.10.2013 | Cultura e Lazer
Cremilde Bispo, 23 anos, natural de Abrantes, é licenciada em escultura mas é na joalharia que vê o seu futuro. Há um ano criou a In Secret We Met (ISWM), uma marca registada onde em cada peça une os atributos da joalharia à bijuteria. Actualmente na página da rede social Facebook já angariou 8000 mil gostos, uma montra que não exige um arrendamento de um espaço físico e onde pode mostrar as suas criações ao mundo de forma simples, económica e sem limite de clientes.Logo aos 12 anos começou a ter aulas de pintura no atelier de Massimo Esposito e confessa que desde então nunca viu o seu futuro longe das artes. Criatividade não lhe falta e foi na joalharia que acabou por encontrar a sua grande paixão. Depois de um primeiro projecto com uma amiga ligado à bijuteria, Cremilde nunca mais parou. Na altura tinha 19 anos e foi três anos depois que sentiu a necessidade de criar algo que pretendia que fosse inovador.“Senti que a bijuteria já não era uma coisa que me chamava, porque já não sentia uma inclinação para as peças que fazia”, confessou a O MIRANTE, revelando que a vontade de criar peças diferenciadoras lhe deram a motivação para rumar para uma nova aventura e criar a marca In Secret We Met. O nome surgiu inspirado pelo poema com o mesmo nome da autoria do poeta britânico Lord Byron, que muito admira.Apesar de ter concluído a licenciatura em Escultura, rapidamente descobriu que não era a área que a completava. Agora tem um grande desafio pela frente: vai rumar para o Porto e frequentar um curso de bijuteria contemporânea, o qual lhe dará todas as ferramentas que necessita para finalmente se sentir realizada e poder fazer muito mais do que os seus conhecimentos lhe têm permitido criar com a In Secret We Met.A peça da sua vida ainda não foi criada e está convicta que esse momento só chegará quando dominar a técnica e puder finalmente conceber uma peça de raiz. Na ISWM Cremilde disponibiliza peças artesanais exclusivas, mas acessíveis ao público. Nas suas colecções não faltam as pedras naturais provenientes de todo o mundo. Unem-se materiais banhados a ouro e prata que se conjugam em combinações elegantes. E há espaço também para as peças personalizadas, medalhas e chapas com gravações a gosto, estas criadas por Cremilde desde a origem. “Turkish Dreams” é a mais recente colecção da ISWM, inspirada nos contos das Mil e Uma Noites, na qual os pendentes e pedras de origem turca lhes dão o toque diferenciador.Criativa e sempre com ideias a fervilhar, foi para fugir à cópia que decidiu registar a sua marca. “Há muita gente neste momento a aproveitar-se da criatividade das outras pessoas”, alerta.Determinada e confiante em seguir a sua vocação, é na joalharia que deposita todas as suas esperanças, mas não na criação de peças de autor que tenham como intuito ficarem expostas numa galeria. “Quero chegar às pessoas”, afirma revelando que pretende criar peças utilizáveis e que sejam apreciadas pelo público.Emigrar não está nos planosNeste momento, Cremilde Bispo, exclui mesmo a hipótese de rumar ao estrangeiro e tentar encontrar o sucesso além-fronteiras. “Acho que sou das poucas pessoas entre os meus amigos que vê Portugal como um sítio espectacular para viver e para trabalhar”, afirma.A Internet tem sido a ferramenta que a tem catapultado para o sucesso. “A Internet permite-nos ter o mundo todo na mão e a In Secret neste momento recebe encomendas dos Estados Unidos, França e recentemente até recebi uma encomenda dos Emiratos Árabes Unidos”, conta.Uma mão cheia de sonhos que Cremilde Bispo com o seu espírito de iniciativa e força de vencer não quer desperdiçar. Por agora a ISWM, mas um dia não descura a hipótese de ter uma marca de autor acessível ao público, esse é mesmo um dos seus sonhos a longo prazo.
Jovem de Abrantes criou uma montra virtual onde expõe a sua arte

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...