uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Troféu MX Ribatejo deu espectáculo na nova Pista dos Carrapiteiros

Troféu MX Ribatejo deu espectáculo na nova Pista dos Carrapiteiros

Excelente organização do Clube Todo-o-Terreno da Chamusca elogiada pelos pilotos

Foi uma corrida contra o tempo. Numa semana os responsáveis do Ribalama - Clube Todo-o-Terreno da Chamusca colocaram mãos à obra e conseguiram construir uma pista de motocross para ali realizar uma prova a contar para o Troféu MX Ribatejo.

Edição de 23.10.2013 | Desporto
Tudo começou quando os responsáveis do Glória Moto Clube da Glória do Ribatejo pediram a colaboração dos seus amigos chamusquenses para realizarem ali a final do troféu. Os dirigentes do Ribalama aceitaram o desafio e começaram a procurar soluções, chocaram com alguns obstáculos, mas não desistiram e encontraram em Jorge Alves, proprietário do terreno nos Carrapiteiros, para ali construírem a pista.Foi necessário começar do zero, e faltava apenas uma semana para a realização da prova. “Alguns de nós pensámos que não era possível colocar as coisas de pé, mas não baixámos os braços”, diz Marco Carvalho dirigente do clube. Procuraram apoios logísticos e conseguiram a ajuda de alguns agricultores que cederam os tractores para o movimento de terras que era necessário. A Câmara Municipal da Chamusca, que num primeiro momento não correspondeu ao pedido de apoio, acabou por ver o entusiasmo dos dirigentes do Ribalama e acabou por dar um grande apoio logístico. “Trabalhámos de noite e de dia, mas conseguimos construir uma pista com esta envergadura e bonita. Uma pista que não fica a dever nada ao do melhor que existe no Ribatejo”, diz com orgulho Marco Carvalho.No dia 20 de Novembro, domingo, sem chuva, a pista abriu portas bem cedo, a partir das nove horas os pilotos começaram os treinos, e logo ali começaram os elogios. “É uma pista excelente e está bem compactada”, dizia um piloto quando acabou a sua primeira passagem. “É uma pista muito boa, mas é mais de supercross do que de motocross. Mas também gostamos mais assim”, dizia outro.À tarde, a partir das 14h00 começaram a desenrolar-se as provas das finais do Troféu MX Ribatejo, uma centena de pilotos de vários escalões começaram as provas de qualificação, o piloto mais novo, tinha apenas cinco anos. As corridas sucederam-se e o único receio que havia, o da pista não estar bem compactada começar a abrir sulcos profundos, não aconteceu e o terreno resistiu.Emanuel Oliveira, que foi o vencedor da prova principal, estava satisfeito e no final garantia que tinha corrido na melhor pista da região. “É pena se não mantiverem a pista, é muito alegre, rápida e segura, os dirigentes do Ribalama estão de parabéns”, disse.As várias provas disputadas foram espectaculares e os muitos espectadores presentes vibraram a condução dos pilotos, alguns deles do concelho da Chamusca. Situação que muita gente desconhecia. Mas foram sempre os mais experientes e com maior competição que andaram na frente.Na final Open, a prova principal do troféu, Emanuel Oliveira e Ricardo Carvalho travaram uma luta empolgante desde os primeiros metros da partida. Mas o facto de alguns pilotos terem sido menos correctos numa curva apertada da pista e terem cortado caminho, obrigou a organização a parar a corrida, advertir os pilotos e voltar a fazer a partida.A luta entre Emanuel Oliveira e Ricardo Carvalho foi ainda mais intensa. Emanuel Oliveira disse a O MIRANTE no final, que “saí para a pista com algum cuidado, estava a dar tudo na primeira partida e já estava um bocado cansado por isso não fui tão dominador, mas penso que fui um justo vencedor”, disse.O director do Ribalama, Marco Carvalho, falava em nome dos seus companheiros e não escondia a emoção e o contentamento por tudo ter corrido bem. “Mostrámos que temos uma excelente capacidade de organização, merecemos que nos ajudem. A satisfação dos pilotos é para nós um grande prémio e deixa-nos ainda mais dispostos a partir para outras organizações de provas de motociclismo. Para já estamos a apontar para trazer para a Chamusca uma prova do Campeonato Nacional de Enduro”, garantiu.Os vencedores da prova da Chamusca foram: Classe Open, Emanuel Oliveira. Classe 50cc livres Luís Silva. Classe 8cc, Rodrigo Luz. Classe clássicas, Sandro Freire. Classe infantis, Rodrigo Luz. A prova da Chamusca definia os vencedores do Troféu e aí os vencedores foram: Classe Open, Paulo Cardoso. 50Cc livres, João Silva. 80Cc, Bruno Valentim. Clássicas, Sandro Freire. Infantis, Rodrigo Luz. Moto 4, Miguel Cordeiro. E moto 4 infantis, Eduardo Santos.
Troféu MX Ribatejo deu espectáculo na nova Pista dos Carrapiteiros

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...