uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Isaura Morais rejeita aventureirismos na gestão da Câmara de Rio Maior

Isaura Morais rejeita aventureirismos na gestão da Câmara de Rio Maior

Autarca disse na sua tomada de posse querer que o município seja conhecido por honrar os seus compromissos
Edição de 23.10.2013 | Política
A presidente reeleita da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais (PSD), considera que os autarcas de hoje têm de ser um pouco como os navegadores portugueses no início dos descobrimentos, navegando à vista e estando sempre preparados para dobrar um ou outro cabo das tormentas. “Quero que a Câmara de Rio Maior seja sempre conhecida e reconhecida por honrar os seus compromissos”, enfatizou durante o seu discurso de tomada de posse, lembrando que no anterior mandato o seu executivo conseguiu investir selectivamente na melhoria da qualidade de vida e ao mesmo tempo reduzir a dívida da autarquia.Por saber que estava a caminho uma nova Lei das Finanças Locais e um Orçamento de Estado que não vão facilitar a vida às autarquias, Isaura Morais recordou, durante a cerimónia de tomada de posse dos novos eleitos da Câmara e Assembleia Municipal de Rio Maior que decorreu na tarde de sábado, 19 de Outubro, que durante a campanha eleitoral não fez promessas irrealistas para tentar obter dividendos eleitorais. E recusa-se a embarcar numa gestão aventureirista. Entre as prioridades apontadas para o mandato que agora começa, Isaura Morais destacou a área do apoio social e a implementação de medidas que favoreçam a criação de emprego no concelho. Pretende ainda fazer um bom aproveitamento dos fundos comunitários para investimentos que se traduzam numa efectiva melhoria da qualidade de vida no concelho.Após agradecer a múltiplas personalidades, como os vereadores Sara fragoso e Nuno Malta que com ela trabalharam nos últimos quatro anos, a autarca dirigiu uma menção especial ao socialista Silvino Sequeira, que agora se despediu do executivo camarário a que esteve ligado como vereador e presidente de câmara durante mais de 30 anos. O auditório dos paços do concelho, que se encontrava cheio e com muita gente de pé, tributou o ex-autarca (que não compareceu) com uma grande ovação.Garantindo que a maioria absoluta que a coligação PSD/CDS detém na câmara e assembleia municipal não significará menor diálogo e cooperação com a oposição, Isaura Morais deixou um apelo à união, à semelhança do que já tinham feito vários dos representantes das forças políticas que integram a assembleia municipal. “As eleições terminaram, os riomaiorenses fizeram as suas escolhas. Que as bandeiras e as divisões partidárias sejam guardadas”, apelou.O executivo camarário passa a ser composto por Isaura Morais, Carlos Frazão, João Candoso e Ana Figueiredo (todos eleitos pela coligação PSD/CDS), por Carlos Nazaré e Daniel Pinto (ambos do PS) e por Augusto Figueiredo (CDU), o primeiro comunista a ter assento na vereação desde o 25 de Abril.António Arribança continua a liderar a assembleia municipalAntes registara-se a eleição da mesa da assembleia municipal, que volta a ser liderada por António Arribança, da coligação PSD/CDS, que terá como 1º secretário Carlos Neto e como 2º secretária Maria Eugénia Reis. Só a coligação maioritária apresentou lista, tendo recolhido 24 votos a favor, 5 brancos e um nulo.
Isaura Morais rejeita aventureirismos na gestão da Câmara de Rio Maior

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...