uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Qualidade e segurança são os principais atributos do complexo de piscinas de Vila Franca

Qualidade e segurança são os principais atributos do complexo de piscinas de Vila Franca

Espaço é utilizado diariamente por 600 pessoas e por várias associações do concelho

Inaugurado em 2005, o complexo de piscinas de Vila Franca de Xira não tem parado de crescer e tem hoje mais de quatro mil utilizadores por mês. Os responsáveis garantem que o espaço é seguro e que entre Lisboa e Santarém não há nenhum com estas dimensões e condições para a prática desportiva.

Edição de 23.10.2013 | Sociedade
O complexo de piscinas de Vila Franca de Xira é um modelo na região e dos poucos que tem um tanque de 50 metros capaz de permitir provas federadas de nível nacional e internacional. É utilizado em média por 600 pessoas por dia e ainda tem capacidade para crescer, segundo o vereador com o pelouro do desporto da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Fernando Paulo Ferreira.A piscina tem características que, entre Lisboa e Santarém, apenas se encontram no Estádio Nacional, segundo o autarca. “Chegamos a registar até 4 mil utilizações por mês. É um espaço que promove o desporto em todas as faixas etárias e do qual nos orgulhamos”, refere a O MIRANTE. Segundo os responsáveis a piscina tem também uma forte componente social, sobretudo no que respeita à terceira idade, uma vez que muitos idosos alargam os seus contactos através das actividades desportivas realizadas no complexo. Além dos utilizadores habituais o espaço é também procurado por várias associações do concelho, como o Alhandra Sporting Club, Grupo dos Amigos do Atletismo de Vila Franca de Xira, Centro de Bem-Estar Infantil de Vila Franca de Xira, União Desportiva Vilafranquense e a escola secundária Alves Redol.Segundo Vítor Félix, chefe da Divisão de Desporto e Equipamentos, a qualidade e a permanente manutenção e segurança são factores decisivos para a apreciação positiva dos utentes. Recorde-se que, num inquérito de satisfação realizado no último ano, mais de 60 por cento dos inquiridos se mostrou “satisfeito” ou “muito satisfeito” com o equipamento.O município realiza frequentemente investimentos no espaço tendo em vista melhorar a qualidade do complexo e ainda recentemente foram investidos mais de 120 mil euros na reparação de uma fuga no sistema de injecção de água e nos cabos da cobertura, que é amovível. Os responsáveis não aceitam a notícia recente que dava conta de um ambiente de insegurança, com assaltos e agressões no interior do equipamento e garantem que o espaço é seguro. Contrapõem que, perante o número de utilizadores - cerca de 229 580 por ano - o número de ocorrências de que há registo não é relevante. As únicas ocorrências de que o município tem conhecimento são três episódios relacionados com desaparecimento de objectos pessoais. Um deles é relativo à perda de um telemóvel no exterior das instalações. Essa situação gerou tentativa de confronto físico quando o proprietário, dentro das instalações, se apercebeu de que o seu telemóvel estava nas mãos de outra pessoa que não o devolveu de imediato. A situação foi prontamente sanada com a intervenção do responsável do equipamento. O telemóvel foi devolvido e os utentes foram devidamente advertidos das consequências do seu comportamento.Outro dos casos é o de arrombamento de dois cadeados de cacifos no mesmo dia, sem que nada tenha sido furtado. Finalmente registou-se um caso de furto de pertences pessoais. A câmara nega também que tenham ocorrido agressões dentro do ginásio, que tem registado maiores níveis de utilização.“Quando a piscina era descoberta e havia um bairro ilegal aqui perto havia um clima de insegurança mas as pessoas foram realojadas e agora isso já não acontece. As ocorrências são mínimas. De qualquer forma os acessos são controlados e, no caso do ginásio, não pode entrar mais gente do que o espaço comporta, que é cerca de 35 utentes por hora”, explica Vítor Félix.No ginásio, para além dos 30 aparelhos, há ainda outras opções para exercício, que contam inclusivamente com apoio do técnico do ginásio. O controlo do número de utentes por hora é uma medida que acautela a utilização e rotatividade adequadas para as várias possibilidades de exercício, não invalidando que, em situação pontuais, não tenha de se esperar algum tempo para usar determinado aparelho. No entanto, essas situações nunca foram motivo de problema no funcionamento do ginásio.Além da natação, pólo aquático, kayak pólo e hóquei subaquático, o complexo é também utilizado para formação por companhias aéreas como a TAP, SATA e TAAG (companhia aérea angolana). São também leccionados cursos de mergulho, salvamento e de nadador salvador. Outras actividades que os utentes podem experimentar no complexo são, por exemplo, hidroterapia, hidrocycling, natação sincronizada, musculação, cadiofitness, aerocombat, fit ball e stretching.
Qualidade e segurança são os principais atributos do complexo de piscinas de Vila Franca

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...