uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Motorista de Alcanena ferido com gravidade andou quase um dia às voltas de ambulância

Edição de 30.10.2013 | O Mirante dos Leitores
Acho que todas as pessoas intervenientes no transporte deste doente não trabalham com a dedicação e a devoção que o trabalho em locais como estes (hospitais e outros...)exige.Trabalhar num hospital é uma aspiração digna de uma alma generosa, de um espírito ávido, indiferente à fortuna, aos prazeres, à ingratidão; e sabendo que se verá, muitas vezes, só entre feras humanas, e manter a alma estóica o bastante para encontrar satisfação no dever cumprido. Ser capaz de se sentir suficientemente recompensado com a felicidade de uma mãe que acaba de dar a luz, com um rosto que sorri porque a dor passou, com a paz de um moribundo que acompanhou até o final.Como pode haver um engano, estando em causa uma vida humana; como podem não ter simplesmente confirmado a residência do doente e confirmar qual o hospital mais próximo e adequado às suas necessidades... como??Mónica SantosNão foi para mais hospitais porque não os havia e não morreu por sorte. É o País que temos, porque se fosse para pagar impostos qualquer repartição de finanças servia fosse em que sítio fosse.António Vitorino Santos PatoÉ de lastimar como andam os nossos serviços de urgência. Como é possível um doente neste estado grave poder andar 200 e tal quilómetros de ambulância. Este é o nosso Estado que se preocupa tanto com a troika e se esquece dos doentes deste país. São de lamentar estas atitudes e agora ninguém tem culpa.Cristina Elias

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...