uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Empresa penhora bens a lojistas do Vila Franca Centro por dívidas do condomínio

Empresa penhora bens a lojistas do Vila Franca Centro por dívidas do condomínio

Em causa estão quase 27 mil euros reclamados por firma de manutenção e gestão de edifícios em Alverca
Edição de 30.10.2013 | Sociedade
Uma empresa de manutenção e gestão de edifícios, com sede em Alverca, avançou com um processo de execução de dívida contra a administração do condomínio do Vila Franca Centro. A MGT - Manutenção, Gestão e Tecnologia pede em tribunal o pagamento de 26.717,72 euros de dívidas e de juros de mora. O processo deu entrada no tribunal em 21 de Maio de 2013 e a agente de execução já indicou uma série de bens para penhora, entre rendas e equipamentos, pertencentes a nove condóminos do centro comercial. O valor das penhoras ainda não perfaz o total em dívida, segundo indicou fonte ligada ao processo. A advogada da empresa, propriedade de José Araújo Simões, começou por apresentar uma injunção - documento que permite ao credor recorrer à acção judicial para reaver o dinheiro do devedor - que não foi contestada, seguindo-se a execução da dívida.A dívida é de 25.387,20 euros, a que se somam juros de mora no valor de 1.177,52 euros e taxas de justiça no valor de 153 euros. Enquanto a dívida não for integralmente liquidada os juros de mora continuam a contar. A firma tem como objecto social, entre outros, o apoio e manutenção de edifícios. No acordo com o condomínio Vila Franca Centro previa-se a “manutenção de bens abrangidos pelo contrato” e as “reparações de emergência que se tornassem necessárias”, sem especificar que bens e reparações estão em causa.O MIRANTE tentou contactar o empresário para saber mais pormenores sobre o assunto mas este encontra-se ausente do país. Recorde-se que o Vila Franca Centro encerra este mês por falta de condições. O fecho do edifício foi divulgado através de um aviso colocado no centro comercial segundo o que ficou decidido em assembleia geral de proprietários e lojistas, realizada no dia 10 de Outubro, por se reconhecer a inviabilidade económica do espaço que funcionava há 19 anos.
Empresa penhora bens a lojistas do Vila Franca Centro por dívidas do condomínio

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...