uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Gonçalo Garcia, 15 anos

Caras do Desporto

Basquetebolista, União Chamusca

Edição de 06.11.2013 | Desporto
Gonçalo Garcia tem 15 anos, nasceu e vive no Entroncamento e pratica basquetebol desde os dez anos. Fez a sua formação e joga no Chamusca Basket Clube, gosta de praticar BTT e os estudos são o seu maior desafio nesta altura da sua vida.Começaste no futebol. Porquê a mudança para o basquetebol?No futebol não me sentia realizado, acho que tinha pouca habilidade para esse jogo. O basquetebol surgiu por acaso, passei aqui na Chamusca, vi um programa para captação de jovens jogadores. Vim gostei e fiquei.Quais são as tuas ambições basquetebolísticas?O basquetebol nunca me prejudicou em nada da minha vida. O meu sonho é atingir o nível mais alto do basquetebol nacional. Sei que não vai ser fácil, mas tenho altura e físico para evoluir. Mas também sei que tenho que trabalhar muito para ir mais além. Já escolheste uma área de estudo?Ainda não, estou no décimo ano, sou um aluno regular. Vou por etapas, quero acabar o ensino secundário e depois logo se vê.Vais ser mais um profissional da área a escolher ou um basquetebolista?Vou ser sobretudo bom profissional que gosta de jogar basquetebol. Quero ficar ligado ao basquetebol, seja como jogador ou dirigente. E como treinador?É uma das áreas de que eu mais gosto. Ainda não pensei bem nisso, sou muito jovem e o que quero agora é praticar a modalidade. Depois veremos o que se segue.Qual é a tua relação com os árbitros?É uma relação normal, eu jogo e eles arbitram. Quando falo para eles faço-o com respeito porque reconheço que a sua tarefa não é fácil de desempenhar. Ficas aborrecido se ficares no banco?Não fico aborrecido mas não gosto nada disso. Mas, no basquetebol, ficar no banco não é sinónimo de estar mal. É um jogo muito competitivo e o treinador tem sempre a hipótese de fazer rodar toda a equipa. Estudos, deslocações e treinos. Como é que ficam os amigos e as namoradas?Organizo bem os meus tempos livres. O basquetebol, apesar de ocupar a maior parte dos meus tempos livres, não me inibe de conviver com os amigos e de curtir com a minha namorada.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...