uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Presidente da Câmara de Tomar nomeia companheiro para chefe de gabinete

Presidente da Câmara de Tomar nomeia companheiro para chefe de gabinete

Luís Ferreira foi vereador no anterior executivo camarário mas, com o nome envolvido em várias polémicas, manteve-se afastado dos holofotes nas últimas eleições.

Edição de 06.11.2013 | Política
A presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas (PS), nomeou o próprio companheiro para ser chefe do gabinete de apoio à presidência. Apesar desta hipótese já vir a ser amplamente comentada nas últimas semanas, sobretudo nas redes sociais - e de o mesmo ter marcado presença na primeira reunião de câmara pública - a confirmação chegou através do edital 89/2013 da Câmara Municipal de Tomar, publicado na sexta-feira, 1 de Novembro, que oficializa a nomeação de Luís José da Silva Ferreira para desempenhar funções no cargo a partir dessa data. A presidente da Câmara de Tomar tinha dito aos jornalistas, na cerimónia de tomada de posse, ocorrida a 17 de Outubro, que nos primeiros tempos não iria proceder a quaisquer nomeações a que tem direito por lei, optando por trabalhar com a “prata da casa”, mas o facto é que a primeira das mesmas ocorreu apenas duas semanas depois. A remuneração do chefe de gabinete de apoio à presidência é, de acordo com a lei, igual a 90 % da remuneração base do vereador a tempo inteiro.A nomeação está rodeada de polémica uma vez que Luís Ferreira, 46 anos, para além de ter visto o seu nome envolvido em várias polémicas, é companheiro afectivo da presidente há alguns anos. A autarca, numa entrevista recente à Rádio Hertz, confrontada sobre esta hipótese admitiu que Luís Ferreira é uma pessoa polémica mas frisou que conseguia separar a vida pessoal da profissional. “Acho que as pessoas valem enquanto indivíduos e não por com quem andam e com quem vivem. Vejamos: é alguém condenado em tribunal? Não! É polémico? É! Demonstrou trabalho quando lá esteve? Demonstrou! Se assim fosse, qual era o problema? Só porque vive comigo? Uma coisa é a Anabela ser presidente, outra é ser cidadã. Antes de ser presidente, sou cidadã e sei bem dissociar as duas condições”, disse a esta rádio local dois dias antes da nomeação. Luís Ferreira foi vereador a tempo inteiro na Câmara de Tomar até Novembro de 2011, altura em que terminou o acordo de coligação que existia entre o PSD e o PS. Foi também nessa ocasião que perdeu os pelouros da Cultura e Protecção Civil, após ter-se envolvido numa polémica com António Lobo Antunes, quando teceu comentários pejorativos ao facto do escritor ter faltado a uma iniciativa cultural em Tomar. O ex-vereador socialista voltou a ocupar o seu lugar de carreira como técnico de informática na Câmara de Alpiarça, onde entrou em 2005 para os quadros quando o também socialista Joaquim Rosa do Céu liderava a autarquia. Além de vereador em Tomar, foi ainda adjunto de Paulo Fonseca (actual presidente da Câmara de Ourém, eleito pelo PS), quando este foi Governador Civil de Santarém. Nas últimas eleições autárquicas, Luís Ferreira concorreu em quarto lugar na lista da assembleia municipal, optando por manter-se afastado em muitas acções decorrentes da campanha eleitoral, que viriam a resultar na eleição de Anabela Freitas.
Presidente da Câmara de Tomar nomeia companheiro para chefe de gabinete

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...