uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Aprender a dançar tango em Santarém

Aprender a dançar tango em Santarém

Edição de 06.11.2013 | Primeiro Plano
Vasco conduz Carla pela pequena pista de dança improvisada no Fórum Mário Viegas, em Santarém. Os professores ensinam os primeiros passos do tango argentino aos cinco pares que participaram no “workshop primeiros passos”, na noite de sexta-feira, 1 de Novembro. A iniciativa serviu para assinalar o quarto aniversário do Jardim de Tango, escola que ensina a dançar tango argentino. Para quem nunca arriscou dançar tango até os passos mais simples são de difícil execução. Há quem tenha mais facilidade de movimentos mas outros, sobretudo os homens, enganam-se num ou noutro passo. Os professores avisam que o importante é descontrair o corpo e sentir a música. Com estas dicas, garantem, tudo flui com naturalidade.Vasco Serranho descobriu o tango quando trabalhava em Lisboa. O ponto de encontro dos seus amigos era na escola de tango e foi assim que se apaixonou pela dança tradicional da Argentina. Carla Cruz apaixonou-se pelo tango depois de conhecer Vasco. Na altura, a médica aconselhou-a a praticar uma actividade desportiva para combater a dor frequente que tinha na coluna. “Desde que comecei a dançar tango que nunca mais tive problemas de costas”, conta bem-disposta.O casal aconselha todos os pares a experimentarem tango porque, dizem, é óptimo para namorar e uma excelente terapia para fugir da rotina. Confessam que quando estão chateados também dançam tango. “O tango é uma dança intimista e onde nos revelamos mais. O tango é também uma conversa com o corpo. É impossível estarmos chateados ao dançarmos”, sublinham. Ana Isabel Borrego
Aprender a dançar tango em Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...