uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Maria João Lopo de Carvalho apresentou “Padeira de Aljubarrota” em Santarém

Maria João Lopo de Carvalho apresentou “Padeira de Aljubarrota” em Santarém

Romance histórico aborda personagem mítica do imaginário lusitano
Edição de 13.11.2013 | Cultura e Lazer
Depois do sucesso alcançado com “Marquesa de Alorna”, lançado em 2011, Maria João Lopo de Carvalho, escritora com ligações a Almeirim, aventurou-se a contar em livro a história da mulher que faz parte do imaginário lusitano, num romance histórico em que o leitor ficará a conhecer uma heroína nacional, Brites de Almeida, mais conhecida como a Padeira de Aljubarrota. Este romance baseia-se nos lendários feitos e peripécias da humilde mulher que em 1385, perto de Alcobaça, terá ajudado na vitória sobre os castelhanos na Batalha de Aljubarrota ao meter à pazada sete castelhanos dentro do forno onde cozia o pão. O livro “Padeira de Aljubarrota” foi apresentado ao cair da noite de quinta-feira, 7 de Novembro, no Convento de São Francisco, em Santarém, e contou com uma intervenção do ex-primeiro-ministro Pedro Santana Lopes. “Devo dizer que o livro merece mesmo ser lido, é uma empreitada, mas é uma empreitada deliciosa”, afirmou Pedro Santana Lopes salientando que este romance histórico facilmente prende a atenção do leitor e que revela a evolução da escrita de Maria João Lopo de Carvalho. Pedro Santana Lopes descreveu a “Padeira de Aljubarrota” como um livro “intrincado no seu desenrolar e fascinante”. “Nós passamos a querer saber a história, a história da História. E o livro ou romance histórico é isto, é a capacidade de cruzar a história das histórias da vida das pessoas com a História de um país”, completou salientando que quem lê este novo livro de Maria João Lopo não pode ter dúvidas acerca das suas qualidades como escritora e como investigadora.“Uma figura quando entra no universo lendário e depois no imaginário popular passa a existir e é isso que nos interessa”, declarou Maria João Lopo de Carvalho referindo-se à mítica figura da Padeira de Aljubarrota, garantindo que para além de todo o lado romanceado, a “Padeira de Aljubarrota” tem também a “consistência da verdade histórica e a verdade dos factos” contando a História de Portugal “sem aldrabar o leitor”. “Todos os caminhos do reino vêm dar a Santarém”, justificou Maria João Lopo de Carvalho para a escolha do Convento de São Francisco para apresentar o seu novo romance histórico. “Tenho a maior pena que o D. Fernando não volte para aqui”, disse, apelando para que o túmulo de D. Fernando possa voltar para a sua casa. Também Alexandre Herculano, pai do romance histórico português, é outro dos elementos que conduz Maria João Lopo de Carvalho à cidade.Maria João Lopo de Carvalho revelou ainda que vai escrever um livro sobre os Forcados Amadores de Santarém. Entre os presentes na plateia estavam Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara de Santarém, e Pedro Ribeiro, presidente da Câmara de Almeirim.
Maria João Lopo de Carvalho apresentou “Padeira de Aljubarrota” em Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...