uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Campo da hortinha em Alhandra continua a ser uma piscina nos dias de chuva

Campo da hortinha em Alhandra continua a ser uma piscina nos dias de chuva

No último ano 19 crianças sofreram entorses por causa do mau estado do piso

O Alhandra Sporting Club continua a ser o único clube do concelho que pratica futebol num campo sem o mínimo de condições. Os balneários estão em mau estado, o piso do campo, pelado, está deformado e sempre que chove com mais intensidade a água alaga o piso e impede a prática desportiva.

Edição de 13.11.2013 | Desporto
O campo da hortinha em Alhandra, concelho de Vila Franca de Xira, continua a ter falta de condições e transforma-se numa piscina sempre que chove com mais intensidade. Há três semanas as chuvas fortes voltaram a alagar o recinto desportivo e a impedir a prática desportiva a cerca de 150 jovens atletas. O campo tem 91 anos e há mais de uma década que é falada a urgência da sua desactivação, sem que tal tenha ainda acontecido apesar das várias oportunidades que já surgiram. Os dirigentes do clube não se conformam com o estado do campo e apelam à câmara municipal que faça algo que permita minorar os efeitos das inundações, causadas por uma conduta dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) que passam no local. Rui Macieira, presidente do clube, afirma a O MIRANTE que a intervenção mais urgente é o isolamento do colector e a reparação do piso, que é dos poucos campos pelados ainda em actividade no concelho e que está desnivelado e não oferece condições de segurança. Só no último ano 19 crianças sofreram entorses devido ao estado do piso. 23 abandonaram o Alhandra Sporting Clube para se juntarem a outros clubes. “Não foram embora por não gostar da equipa ou dos treinadores, foram embora para procurarem melhores condições”, explica Paulo Amorim, responsável pela secção de futebol.“A 7 de Novembro do ano passado tivemos a maior inundação de sempre na hortinha, que durou quase 15 dias. Este ano pode acontecer pior se nada for feito. Não queremos encerrar o campo, por respeito aos pais e atletas, só o fecharemos se formos obrigados. Mas precisamos que nos ajudem a reparar o que existe pelo menos até que haja uma solução”, explica Rui Macieira.Há cerca de uma década o município apresentou ao clube um plano para desactivar o campo da hortinha, que passava pela construção de um novo campo noutro terreno da freguesia. Anos depois, o município propôs que o campo fosse construído ao lado das piscinas do clube, em terrenos cedidos pela empresa Cimianto, com 450 mil euros oferecidos pela empresa Cimpor para que a obra se concretizasse. A Cimianto entretanto abriu falência e o terreno ficou por desbloquear. A falta de outros terrenos em Alhandra que permitam a construção do campo tem sido outro dos entraves na resolução do problema. Numa carta enviada ao clube há poucas semanas, o município admite não ter conseguido ainda resolver o problema, mas assegurou que o dinheiro para o complexo está salvaguardado e apenas dependente do aparecimento de um terreno disponível para que as obras avancem.
Campo da hortinha em Alhandra continua a ser uma piscina nos dias de chuva

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...