uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Casais de Britos (Azambuja) é uma aldeia esquecida, sem luz, esgotos, sem passeios e com muita lama

Casais de Britos (Azambuja) é uma aldeia esquecida, sem luz, esgotos, sem passeios e com muita lama

Passeios por arranjar, estradas em mau estado e falta de iluminação são algumas das queixas
Edição de 13.11.2013 | Sociedade
Quando se chega aos Casais de Britos, em Azambuja, tem-se a sensação de que a localidade foi esquecida. As estradas estão em mau estado por causa da passagem frequente de camiões. Os moradores vão meter o lixo nos contentores à noite com lanternas porque os candeeiros estão desligados e os passeios não existem. Não há rede de esgotos e a limpeza das zonas ajardinadas há muito que não é feita.Fartos de pedir ajuda à câmara para resolver os problemas sem que nada seja feito, os moradores decidiram realizar um abaixo-assinado a exigir ao município que melhore a limpeza das ruas, ligue os candeeiros públicos, proíba o trânsito a camiões dentro da localidade e trate de colocar rede de esgotos nas habitações. A recolha de assinaturas ainda está a decorrer e mais de 40 moradores já subscreveram o pedido. O presidente da câmara, Luís de Sousa, admitiu na última reunião do executivo que há trabalho a fazer em Casais de Britos para melhorar a qualidade de vida das populações mas garantiu que os moradores não estão esquecidos. “Os serviços estão a estudar o que pode ser feito para se encontrar uma solução”, disse. Daniela Menúria e Susana Pina são duas vizinhas que estão há cerca de cinco anos à espera que sejam construídos passeios e estacionamentos para automóveis em frente das suas habitações, na Rua de Santa Clara. No local onde vivem as duas moradoras sempre que chove a água acumula-se e causa inundações. Quando a água desaparece fica a lama, que as impede de entrar em casa. “Isto é uma imundice autêntica e só não é pior porque metemos algumas pedras para conseguirmos ao menos meter o carro na garagem. Já era tempo de resolverem esta questão”, lamenta Susana Pina. Daniela Menúria diz que com candeeiros de iluminação pública desligados a zona está numa escuridão completa.António Soares, outro morador e um dos subscritores do abaixo-assinado, diz que é “urgente” que a câmara tome medidas para melhorar a qualidade de vida na localidade. “A passagem frequente de camiões tem-me danificado a casa e passam todo o tipo de camiões, desde os que levam farinha aos que levam matérias perigosas”, critica. Segundo o morador, há mais de 22 anos que são prometidos esgotos em Casais dos Britos mas até à data nem sinal de condutas. António, tal como a maioria dos moradores, tem uma fossa séptica, que tem de ser despejada de 15 em 15 dias, numa operação que custa, de cada vez, 90 euros.
Casais de Britos (Azambuja) é uma aldeia esquecida, sem luz, esgotos, sem passeios e com muita lama

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...