uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Moradores da Malva Rosa cansados de esperar pela câmara cortam arbustos que lhes riscavam os carros

Moradores da Malva Rosa cansados de esperar pela câmara cortam arbustos que lhes riscavam os carros

Município ainda os advertiu da possibilidade de serem multados por terem feito poda não autorizada
Edição de 13.11.2013 | Sociedade
Um grupo de moradores do número quatro da rua Major Eduardo Rosário Gonçalves, na urbanização da Malva Rosa, em Alverca, já andava com os carros riscados por causa dos arbustos no acesso à garagem. A situação do crescimento das plantas já tinha sido comunicada à Câmara de Vila Franca de Xira mas como o caso tardou em ser resolvido os residentes pegaram numa máquina e em tesouras e fizeram o serviço. O gesto, apesar de altruísta, acabou por ser criticado pelo município que tratou de os avisar que a poda sem a sua autorização prévia está sujeita a coimas.Os moradores dizem que esperaram mais de duas semanas por uma resposta da autarquia. Paulo Teixeira, um dos responsáveis da administração do condomínio, foi um dos cortadores de serviço. “Tenho um carro preto e os riscos provocados pelos arbustos notam-se bastante. Pedimos uma serra eléctrica emprestada e tratámos de um assunto que não podia esperar mais tempo”, justifica.David Gomes, morador no prédio, concorda com a acção dos vizinhos depois de o carro da esposa também ter ficado riscado. Já no ano passado este residente na urbanização tinha participado no corte da vegetação. “Na frente do prédio e numa extensão de dez metros também não conseguia quase passar uma pessoa com um carrinho bebé ou duas pessoas lado a lado”, conta.A resposta da autarquia às queixas dos moradores surgiu 15 dias depois, garantindo que a empresa de manutenção já teria resolvido o problema. “Se resolveu foi noutra zona qualquer”, garante David Gomes. Através do vereador Fernando Paulo Ferreira, a câmara chamou a atenção para os regulamentos municipais indicando que intervenções de poda não autorizadas podem levar a multas entre os 475 e os 47.500 euros. David Gomes lamenta que além de não resolverem um simples problema, os responsáveis camarários ainda falem em multas. “Será que também devemos enviar o custo da reparação da pintura das viaturas à câmara”, questiona.
Moradores da Malva Rosa cansados de esperar pela câmara cortam arbustos que lhes riscavam os carros

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...