uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Rio Maior adopta figura do leão como mascote promocional do concelho

Edição de 13.11.2013 | Sociedade
O leão de Rio Maior, cuja lenda nasceu há 40 anos, vai ser elevado à categoria de mascote promocional do concelho, tendo sido já aprovado pelo executivo camarário o desenho estilizado representativo da fera que um pastor do lugar de Estanganhola, nas proximidades da cidade, diz ter visto a vaguear por aquelas bandas em Janeiro de 1973, o que à época causou brado no país e acabou por ficar para a posteridade.A figura, que vai ser associada aos eventos promovidos ou apoiados pelo município, foi criada por um técnico de design ao serviço da autarquia, mas apesar da ideia ter sido acolhida com simpatia por todo o executivo, já o processo de escolha da figura e o desenho em si mereceu alguns reparos. Desde logo do vereador da CDU Augusto Figueiredo, que não gostou de ver um leão demasiado “estático”, “barrigudo” e “de pernas abertas”.Perante o riso dos outros elementos do executivo, Figueiredo disse que o assunto era sério e defendeu que deviam ser corrigidos alguns pormenores, mas considerou a ideia óptima. O vereador, que votou a favor, reforçou que essa imagem vai divulgar Rio Maior a nível nacional e internacional e que, por isso, há coisas a nível estético e de estilo que devem ser ponderadas.Já o vereador socialista Carlos Nazaré deixou críticas implícitas ao facto de o executivo ser colocado perante um facto consumado, considerando que o projecto é de enaltecer mas que deveria ter sido antecedido de um concurso de ideias para a figura a escolher para símbolo do concelho. Os dois vereadores do PS acabaram por se abster.Uma técnica da autarquia explicou depois que a ideia do leão como mascote do concelho vem sendo trabalhada há alguns meses e que neste momento já há material pronto a ser enviado para as gráficas pelo que seria complicado alterar a imagem. Mas deixou a garantia que a figura pode sofrer alterações no futuro, até porque o modelo deve ser evolutivo.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...