uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

João Lopes - 17 anos

Caras do Desporto

Judoca, GDO Cem Soldos

Edição de 20.11.2013 | Desporto
João Lopes, tem 17 anos e é praticante de judo no Sport Clube Operário de Cem Soldos. Nasceu e vive em Tomar, pratica a modalidade no clube da pequena aldeia de Cem Soldos há 10 anos e nunca mudou de clube, porque o treinador tem uma forma extraordinária de lidar com as crianças e os jovens. Frequenta o 12º ano e espera no final do ano lectivo passar para a universidade, mas garante que não vai deixar de praticar a modalidade e o clube que o acolhe desde menino. Quais são as tuas ambições no Judo?São quase ilimitadas. O judo faz parte da minha vida, tem-me ajudado a fazer homem. Quero ir longe, chegar aos Jogos Olímpicos é um sonho que acalento desde que comecei, trabalho duro para lá chegar. Os resultados têm sido auspiciosos por isso vou continuar a sonhar. Nunca praticaste outra modalidade?Passei pelo Taekwondo, mas foi efectivamente uma passagem curta, não deu para absorver as suas qualidades como arte marcial. O judo é efectivamente a minha grande modalidade.O balanço da tua carreira até agora é positivo?É. Embora tenham havido ocasiões em que esperava mais. Mas a minha evolução tem sido muito boa e o trabalho que faço juntamente com o meu treinador é francamente positivo.Quando perdes um combate “bates” a ti próprio?Bater não bato. Mas fico bastante frustrado. Faço uma retrospectiva do combate, para tentar ver o que é que correu mal. Depois fico claramente com mais vontade de trabalhar para que na próxima vez essa derrota não volte a acontecer.O judo por desporto ou para fortalecer-se as tuas capacidades de luta no dia a dia?Sem qualquer dúvida que o judo é para mim um desporto. Nunca uma arma de violência física. A grande ajuda que o judo me dá na vida é a maior capacidade de concentração e saber respeitar o próximo. O judo não é para praticar em lutas de rua.O judo não te tira muito tempo aos estudos e à vida particular?Tira mas é o que eu gosto de fazer. Quem corre por gosto não cansa. Embora seja cansativo, a modalidade faz-me descontrair e aliviar as tensões do dia-a-dia. Ajuda-me a ser mais organizado e não me impede de conviver com os meus amigos e amigas, que afinal na sua grande maioria também estão no judo.Mas tens que cortar em muitas coisas que um jovem gosta de fazer?É verdade que sim, em termos de saídas à noite temos que ser muito controlados. Temos que ter atenção à comida que comemos por causa do peso. As pizzas e os hambúrgueres só em casos especiais.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...