uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Clima de tensão com aparecimento de segunda lista às eleições para a Casa de São Pedro em Alverca

Clima de tensão com aparecimento de segunda lista às eleições para a Casa de São Pedro em Alverca

Há três décadas que não concorriam duas listas e actual presidente e recandidata apela à calma
Edição de 20.11.2013 | Sociedade
Há 33 anos que a Casa de São Pedro em Alverca, uma das maiores instituições de solidariedade social da cidade, não tinha duas listas a concorrer aos órgãos sociais. De um lado está a lista liderada pela actual presidente, Luciana Nelas. Do outro uma nova lista, que tudo aponta virá a ser encabeçada por Domingos Martinho e que tem como mandatário António Corte Real. As eleições são a 13 de Dezembro e as listas terão de ser entregues até ao dia 22 de Novembro e o processo está a gerar um clima de tensão entre os elementos das duas listas, que têm trocado acusações.Na última assembleia da instituição, na noite de 14 de Novembro, em que foi votado o orçamento para 2014, o presidente da assembleia geral, José Sabino, não permitiu que os jornalistas assistissem à reunião. Mas O MIRANTE sabe que durante a sessão houve trocas de acusações e um clima de tensão entre os sócios afectos às duas listas. A actual presidente admite que as eleições vão decorrer debaixo de um clima “muito tenso” e apela a que o nome da instituição seja salvaguardado. Luciana Nelas confessa ter um plano para os próximos três anos, que passa, entre outros, pela construção de um lar em Arcena.António Corte Real, mandatário da lista concorrente, enaltece um conjunto de valores cívicos e profissionais da presidente mas discorda do modelo de gestão e diz que é possível fazer melhor. “Acreditamos que a qualidade da assistência aos utentes pode ser melhorada. É a primeira vez que há duas listas devido à falta de capacidade de gestão da direcção e da degradação dos serviços prestados. Continuam a navegar à vista sem um projecto de acção estratégica”, acusa. Luciana Nelas por sua vez garante que não vai fazer propagandas e que nunca pensou que os adversários “entrassem no caminho das ofensas e calúnias”.Na última assembleia geral compareceram cerca de quatro dezenas de sócios e o orçamento, a rondar os 2,1 milhões de euros, foi aprovado com seis abstenções. A instituição é caracterizada por muitos como um pequeno “oásis de solidariedade” no centro de Alverca, à beira da Estrada Nacional 10. Ocupa uma mansão construída no século XVIII e grande parte do edifício preserva a sua traça original. O edifício conta actualmente com sete salas de convívio, 55 quatros com três a quatro camas e um particular. A Estrutura Residencial para Idosos acolhe 111 pessoas, havendo lista de espera. Está também disponível centro de dia, que ocupa 60 utentes e dispõe de 40 vagas e o apoio domiciliário, com 40 dos 50 lugares preenchidos. A instituição emprega 115 pessoas.
Clima de tensão com aparecimento de segunda lista às eleições para a Casa de São Pedro em Alverca

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...