uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Complexo de golfe de Rio Maior fechou portas

Empreendimento Golden Eagle Residence & Golf Resort planeava criar na Quinta do Brinçal, nos arredores da cidade, um complexo turístico e imobiliário de grande dimensão que acabou por ficar pelo caminho. E o campo de golfe, face visível desse arrojado projecto, acabou de encerrar.

Edição de 20.11.2013 | Sociedade
O empreendimento turístico Golden Eagle Residence & Golf Resort, situado na Quinta do Brinçal, perto de Rio Maior, encerrou, não se sabendo qual o futuro daquele complexo onde até há pouco funcionou um dos mais imponentes campos de golfe do país, bem como um restaurante e bar de apoio.Quando o campo de golfe foi inaugurado, em 1994, as expectativas da empresa proprietária do complexo era a de ali desenvolver ao longo dos anos um mega empreendimento turístico e imobiliário. Em Agosto de 2006, numa reportagem publicada na revista Visão sobre o turismo no Oeste, referia-se que a Carmin pretendia criar na Quinta do Brinçal uma verdadeira cidade, com cerca de 1600 habitações, colégio internacional, infantário, dois campos de golfe, dois hotéis, residências assistidas para seniores e centro de estágios de futebol. Entretanto a crise que afectou o sector imobiliário terá arrasado essas expectativas e o campo de golfe, face visível de um projecto grandioso, acabou também por sucumbir. A presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais, lamenta a situação, revelando que foi informada desse desfecho no dia 6 de Novembro por um responsável do empreendimento, não sabendo em concreto quantos trabalhadores foram alvo de despedimento colectivo. Mas presume que não seriam muitos, pois o complexo já estava a funcionar a meio gás.A autarca revela-se apreensiva quanto ao futuro daquele espaço e espera que o processo não se arraste no tempo. “A nossa preocupação é ver aquilo fechado e que a situação se arraste pelos tribunais. Aconteça o que acontecer, espero que não passe muito tempo, para que não se venha a assistir à degradação de uma área super privilegiada e muito difícil de manter”, diz Isaura Morais, acrescentando que a autarquia nada mais pode fazer do que ir acompanhando o processo. “A situação é de gestão privada e ultrapassa-nos completamente”, declarou a O MIRANTE.O Golden Eagle Residence & Golf Resort, situado em Asseiceira, próximo de Rio Maior, pretendia desenvolver-se numa área com cerca de 90 hectares. O campo de golfe, onde se davam aulas e se alugava equipamento para a prática da modalidade, foi projectado pelo arquitecto Rocky Roquemore com traços característicos do golfe americano. O campo inclui nove lagos e 87 grandes bunkers.O MIRANTE tentou contactar os responsáveis do complexo Golden Eagle através de e-mail, mas não obteve qualquer resposta até ao fecho desta edição.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...