uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
A aprendizagem constante é importante na vida e nos negócios

A aprendizagem constante é importante na vida e nos negócios

Viktoria Rusteim, gerente da Miroptik, Vila Franca de Xira
Edição de 20.11.2013 | Três Dimensões
Nasci na Alemanha, sou filha de mãe polaca e pai russo mas considero-me uma cidadã do mundo. Hoje tenho nacionalidade portuguesa e gosto muito de viver neste país. O meu pai era militar da força aérea da ex-União Soviética e por isso a minha infância foi passada em vários países como a Alemanha, Lituânia, Moldávia, Ucrânia, Rússia, Polónia, Mongólia, Geórgia e Azerbaijão. Vivíamos nas bases militares e por isso não sentíamos grandes diferenças entre os vários países e culturas. O mais difícil para mim, naquela altura, era despedir-me dos amigos. Antigamente não havia as tecnologias que há hoje para nos mantermos em contacto. Tinha falta de estabilidade, amigos fixos e sobretudo tinha sempre muitas saudades.Somos nós que fazemos o nosso próprio ambiente. Por esse motivo gostei de todos os países, adaptava-me às condições. Andei por todos esses locais até começar a viver sozinha, quando tinha praticamente 21 anos. Quando me mudava para um novo país o mais difícil era fazer amigos. A língua também era um obstáculo, mas a pessoa adapta-se. Uma professora costumava dizer-me que aprender uma língua é mais fácil quando se está numa situação de stress e é verdade. Quando ficamos num ambiente em que temos de usar a língua retemos as palavras com facilidade. Sou engenheira programadora de informática e sempre gostei imenso dessa área. Depois de obter o diploma em engenharia informática decidi começar a estudar economia. Acabei por tirar um mestrado e um doutoramento em economia. Comecei a trabalhar aos 23 anos, na Ucrânia, por altura da separação da URSS. Trabalhei num banco e tinha também um negó- cio ligado ao transporte de mercadorias.Um dia vim de férias a Portugal ter com a minha irmã, que já cá trabalhava. Estávamos em 2002. Não sabia nada de português, mas apaixonei-me pelo clima, pelo mar e pela gastronomia. É uma grande diferença para os países de Leste. Arrisquei e mesmo tendo negócios e família na Ucrânia, decidi ficar. O português não sabe dizer “não”. Sempre me ajudaram ao longo dos anos. No início encontrei trabalho num armazém russo na Bobadela. Quando aprendi a língua comecei a procurar emprego na área da economia. Cheguei a frequentar um curso de contabilidade em Portugal. Depois do curso consegui trabalhar na Caixa Geral de Depósitos e mais tarde numa empresa de contabilidade. Foi assim que entrei na família portuguesa.Tenho marido português, cuja família trabalha há muitos anos no ramo da óptica. Já procurávamos um negócio há algum tempo e como vivemos no concelho de Vila Franca decidimos abrir a loja aqui na cidade. Abri a Miroptik a 16 de Dezembro de 2012. O balanço ao nível dos clientes está a ser positivo. O meu lema é não fazer negócio visando apenas o lucro. Gosto de tudo o que tenho na minha loja e de ver o cliente sair satisfeito. O mundo da óptica está sempre em evolução e há sempre novos produtos a sair. As lentes de contacto, por exemplo, mudaram muito nos últimos anos. Trabalhamos muito com as novas tecnologias. Um dia uma cliente pediu-me umas lentes iguais às que já usava há sete anos, até já estavam amareladas. Disse-lhe que lentes iguais não conseguia fazer, mas conseguia ajudá-la dando-lhe lentes melhores. Oiço falar de Vila Franca de Xira desde o primeiro dia que vim para Portugal. Depois de conhecer as festas, o comércio, as pessoas, fiquei surpreendida. Não é uma cidade fantasma, apesar da crise. Já vi várias cidades com ruas centrais e comércio vazio. Aqui não se passa isso, há muito dinamismo. Estou muito feliz de estar em Vila Franca e ter encontrado esta loja no centro da cidade.Miroptik tem origem na palavra russa “Mir”, que significa mundo ou paz. A minha visão do mundo é que tudo o que é bom e positivo deve ser aproveitado. Tento sempre encontrar as coisas positivas da vida. O meu lema de vida é a aprendizagem constante. É importante para os negócios e em qualquer outro ramo, seja na vida, amizade ou profissão. O importante é nunca parar e ter sempre vontade de aprender.Filipe Matias
A aprendizagem constante é importante na vida e nos negócios

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...