uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Câmara de Abrantes reduz orçamento em 2014 mas mantém ambição

Do plano de actividades para 2014 consta a conclusão das obras do Centro de Acolhimento do Tejo e do novo Mercado Municipal de Abrantes, cujos trabalhos têm estado parados devido à insolvência da construtora a quem tinha sido adjudicada a obra.

Edição de 27.11.2013 | Política
O executivo da Câmara de Abrantes aprovou na terça-feira, 19 de Novembro, a proposta de orçamento para 2014, no valor de 33 milhões de euros, menos 2,7 milhões que o orçamento de 2013. Do valor global, prevê-se que 61 por cento se destine a despesas correntes e os restantes 39 por cento para investimento.Do plano de actividades para 2014 consta a conclusão das obras do Centro de Acolhimento do Tejo e do novo Mercado Municipal de Abrantes, cujos trabalhos têm estado parados devido à insolvência da construtora a quem tinha sido adjudicada a obra.Os laboratórios da ESTA - Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, a erguer no Tecnopólo, o novo centro escolar da cidade e a construção de uma nova unidade de saúde familiar são outras empreitadas previstas para 2014 e que terão financiamento comunitário de 85 por cento a fundo perdido.A respeito da nova unidade de saúde familiar de Abrantes, o vereador da CDU, Avelino Manana, mostrou o seu descontentamento pelo facto de ser a autarquia a arcar com as despesas já que, no seu entendimento, “a parte nacional do investimento deveria ficar a cargo do Ministério da Saúde”.A presidente da câmara, Maria do Céu Albuquerque (PS), explicou que a nova unidade de Saúde Familiar será comparticipada em 85 por cento pelo Quadro Comunitário de Apoio e o valor restante pela autarquia, ficando o edifício propriedade da autarquia. Acrescentou que já foi discutido com o Ministério da Saúde o pagamento, por esta entidade, de uma renda mensal para amortizar o investimento camarário.No que se refere à política fiscal do município para 2014, a presidente da Câmara Municipal de Abrantes salientou que os impostos municipais, nomeadamente, IMI, IMT e derrama, irão manter os mesmos valores deste ano. “Ao mantermos estes impostos, estamos a abdicar de um milhão de euros em favor dos cidadãos e das empresas”, salientou Maria do Céu Albuquerque referindo-se a uma simulação que a autarquia fez caso tivessem os impostos municipais nos valores máximos.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...