uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Sócios da Casa do Benfica em Alverca expulsam dirigentes por má gestão

Sócios da Casa do Benfica em Alverca expulsam dirigentes por má gestão

Comissão administrativa constituída em 30 de Setembro, na mesma assembleia onde foram exonerados de sócios os ex-dirigentes, tenta equilibrar contas ao deparar-se com dívida de quatro mil euros contraída por antigos dirigentes. Unir os sócios para se tentar encontrar novos órgãos sociais até Abril de 2014 é o principal objectivo.

Edição de 04.12.2013 | Desporto
O presidente, vice-presidente e o tesoureiro da direcção da Casa do Benfica em Alverca, foram exonerados dos cargos e expulsos da colectividade por terem permitido que a entidade acumulasse dívidas na ordem dos quatro mil euros. Estes dirigentes tinham sido eleitos para cumprir o mandato de 2007/2010, mas mantiveram-se em funções até agora por não aparecerem interessados em assumir a direcção.A decisão foi tomada na assembleia geral de 30 de Setembro, com 29 votos a favor, um contra e uma abstenção, tendo na mesma sessão sido constituída uma comissão administrativa composta por cinco elementos para estabilizar a Casa do Benfica e vir a convocar eleições para os órgãos sociais até Abril de 2014.Os actuais dirigentes da comissão administrativa têm conseguido resolver os problemas criados por inúmeras dívidas dos seus antecessores, a última das quais bateu à porta há uma semana no valor de 1500 euros correspondente a três anos sem o pagamento do Imposto Municipal sobre Imóveis (com multas e juros de mora), correspondentes à propriedade da sede da Casa do Benfica em Alverca. Uma dívida que a comissão administrativa vai tentar negociar com as Finanças para pagamento em prestações.António Braga e António Costa, membros da comissão administrativa com quem O MIRANTE falou, descrevem um conjunto de dívidas deixadas pelos três dirigentes exonerados, que passam por um pouco de tudo. A mais gravosa e detectada inicialmente foi uma dívida de 1500 euros à EDP que se acumulava desde Julho deste ano, paga com um empréstimo concedido por alguns sócios e com o pagamento de quotas em atraso. Só a sensibilização do piquete que ia cortar a ligação eléctrica evitou males maiores.Havia 357 euros de dívida com o canal por cabo, 500 euros da reparação de duas mesas de snooker há seis anos, 250 euros de dívidas aos SMAS, 680 euros à contabilista, 500 euros do condomínio e até 65 quilos de café para o bar desapareceram sem explicação.“O anterior presidente da assembleia geral, Fernando França, entretanto falecido, foi para o estrangeiro em negócios e esses director eleitos entre 2007 e 2010 foram deixados no poder, sem prestar contas e a fazerem o que muito bem entendiam. Foi o senhor Mário Lino, então vice-presidente da assembleia e hoje membro da comissão administrativa, quem suscitou a convocatória de uma assembleia geral para se pôr tudo a limpo e votar a exoneração daqueles senhores”, explica António Braga.O presidente anterior está desaparecido há dois anos, enquanto o vice-presidente não reside em Alverca. O MIRANTE tentou contactar o tesoureiro, mas sem sucesso.Apelo à união dos sócios e dos benfiquistas de AlvercaA Casa do Benfica em Alverca já teve cerca de 300 sócios pagantes mas actualmente são apenas 130. Apesar de algum afastamento de parte dos associados, a casa reúne as condições para um bom convívio e no último domingo cerca de 60 pessoas assistiram ao Rio Ave - Benfica. “Já seria muito bom que aqueles que se afastaram por alguma razão, voltassem ao convívio da casa”, refere António Costa. Mas qualquer pessoa pode ser sócio a troco de uma quota mensal de um euro.O espaço funciona no número 1 da rua José Ferreira Tarré, no centro de Alverca, e ocupa numa cave toda a área de um edifício de habitação. Dispõe de mesas e cadeiras para ver jogos e petiscar, mesas de jogos, duas televisões LCD, além de duas mesas de snooker e até uma área para não fumadores. Não falta o imprescindível bar e as paredes cobertas de cachecóis, fotografias e outros emblemas alusivos ao Benfica. Funciona de terça a sexta-feira entre as 15h00 e as 00h00, e aos fins de semana das 12h00 às 00h00. A Casa do Benfica em Alverca foi fundada em 12 de Julho de 1994 e inaugurada em 27 de Maio de 1995.Onde pára o dinheiro das contas bancárias?Outro dos mistérios que está por resolver é o dinheiro que a Casa do Benfica tinha no banco. Uma conta a prazo com 15 mil euros e outra conta à ordem com três mil euros. Ninguém sabe do paradeiro do dinheiro mas desconfia. Sabe-se que desapareceu no tempo de vigência dos directores que foram exonerados mas qualquer iniciativa judicial contra aqueles elementos será sempre discutida e decidida pelos sócios em assembleia geral.
Sócios da Casa do Benfica em Alverca expulsam dirigentes por má gestão

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...