uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Ocupação do Centro de Estágio de Rio Maior duplicou nos últimos quatro anos

Ocupação do Centro de Estágio de Rio Maior duplicou nos últimos quatro anos

Centro Escolar de Fráguas e Loja do Cidadão são prioridades para 2014 em Rio Maior. Orçamento municipal de 24 milhões de euros foi aprovado sem votos contra
Edição de 04.12.2013 | Política
A conclusão do Centro Escolar de Fráguas, a finalização do processo de instalação da Loja do Cidadão na cidade, a requalificação de algumas das principais estradas da rede viária municipal e a remodelação das redes de abastecimento de água em localidades como Vila da Marmeleira e Arco da Memória são alguns dos principais investimentos previstos no orçamento da Câmara de Rio Maior para 2014.O orçamento, com um valor global que ronda os 24 milhões de euros, prevê 16,2 milhões de euros para despesas correntes e 7,8 milhões de euros para investimento. Foi aprovado na última reunião de câmara pela maioria PSD/CDS, tendo os vereadores do PS e da CDU optado pela abstenção.O documento prevê também a criação, durante 2014, de um Fundo Municipal de Emergência Social para fazer face a eventuais dificuldades das diversas instituições que actuam na área da acção social no concelho.Para a presidente da câmara, Isaura Morais (PSD), diminuir a despesa corrente, reduzir os encargos financeiros e continuar a reorganizar os serviços são prioridades em tempos de austeridade e de cortes nas transferências financeiras provenientes do Orçamento de Estado.A oposição criticou algum empolamento no lado das receitas, com a previsão de verbas decorrentes da venda de imóveis que habitualmente nunca se concretizam. “É uma prática de que temos que nos desvincular”, disse o vereador Carlos Nazaré (PS), criticando também o aumento dos impostos directos a aplicar aos munícipes na ordem dos 16%, no que foi secundado por Augusto Figueiredo (CDU).Orçamentos da Desmor e da Escola Profissional aprovados por unanimidadeO executivo aprovou também, mas aí por unanimidade, os orçamentos da Desmor e Escola Profissional de Rio Maior, destacando-se a previsão da continuação da redução da dependência da Desmor do orçamento municipal em cerca de 2%. Carlos Coutinho, presidente do conselho de administração da Desmor realçou: “O orçamento vem na sequência do que tem acontecido nos últimos quatro anos, com o crescimento constante das receitas, em cerca de 44%, conjugada com constante redução dos custos associados à gestão e manutenção dos equipamentos que a empresa gere”. A previsão de receitas passou de 980 mil euros em 2010 para 1,4 milhões de euros em 2014 e a ocupação do centro de estágios duplicou nesse período.
Ocupação do Centro de Estágio de Rio Maior duplicou nos últimos quatro anos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...