uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Não é só a falta de iluminações de Natal que prejudica o comércio de Vila Franca

Não é só a falta de iluminações de Natal que prejudica o comércio de Vila Franca

Comerciantes criticam inércia da associação comercial e falta de estacionamento gratuito
Edição de 04.12.2013 | Sociedade
A Câmara de Vila Franca volta a não instalar as tradicionais iluminações de Natal nas ruas. Para uns a decisão prejudica o negócio enquanto para outros os problemas do comércio local estão noutros factores como a falta de estacionamento gratuito. Também não seriam as luzinhas que iriam salvar a loja de noivos da rua Almirante Cândido dos Reis, porque aquele que é um dos mais antigos estabelecimentos da cidade fecha na véspera de Natal. Porque “as vendas são baixas e o que se vende não é suficiente para as despesas”, justifica Maria Clara Malhoa, funcionária do estabelecimento.As iluminações dividem os comerciantes. Para a responsável da Parfois, Ana Caramalho, que recentemente saiu do Vila Franca Centro, as iluminações ajudam as pessoas a entrar no espírito da quadra e isso sempre ajuda ao negócio. Mas para outros, como João Caria, o que prejudica as vendas é a falta de estacionamento gratuito. Apontando também o facto de as obras nas ruas nos últimos anos terem afugentado as pessoas do centro da cidade. Os comerciantes não criticam apenas a câmara. A associação comercial (ACIS) é apontada também como uma das culpadas pelo abandono de que dizem ser vítimas. Alguns criticam o estado de “alguma inércia” da associação e tomaram eles próprios a decisão de colocar árvores de natal à porta das lojas. Outros, como Vítor Félix, dono de uma drogaria, desistiram de ser sócios da associação. “Custava muito dinheiro para aquilo que dinamizava”, acusa. O presidente da câmara, Alberto Mesquita, diz que tem de se perceber “como é que se pode atrair e estimular as pessoas a sair à rua”, convencido que está que as iluminações de Natal não são solução.Para Marina Lago, outra comerciante, “as pessoas já têm pouco espírito natalício por culpa do momento de crise que atravessam, se não houver um incentivo pior ainda. Em Vila Franca não há rigorosamente nada. A câmara mete umas luzinhas no pelourinho e não mete mais nada”, lamenta. João Caria sugere mesmo que em vez de se gastarem cinco milhões de euros numa nova biblioteca se devia apostar em dar condições ao comércio de rua para o tirar do estado moribundo em que se encontra.
Não é só a falta de iluminações de Natal que prejudica o comércio de Vila Franca

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...