uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Santuário de Fátima tem património avaliado em 350 milhões de euros e não paga IMI

Edição de 11.12.2013 | O Mirante dos Leitores
Não é só no concelho de Ourém mas em todo o território português. É uma tremenda injustiça que sedes partidárias, edifícios do Estado e também os edifícios de pertença a qualquer tipo de religião não paguem IMI. Não é justo o “zé povinho” que pouco tem, ter de pagar por quem tem mais. Já para não falar o quanto o Estado arrecadaria se esta medida fosse equitativa para todos, sem excepções. Pode muito bem existir aqui uma ponta do tal “plano B” se o Tribunal Constitucional chumbar algumas medidas do Orçamento de Estado. Tenho dito!!!Gonçalo RosárioAo abrigo do artigo 26º da concordata celebrada em 2004 entre a Santa Sé e o Estado Português, estabelece-se “total isenção fiscal sobre rendimentos e bens da Igreja Católica e dedução fiscal nos rendimentos dos ofertantes”. Por conseguinte, a isenção não tem a ver já com a Concordata de 1940...Carlos GomesÉ escandalosamente imoral que o Governo tenha coragem para impor colossais sacrifícios aos portugueses e não tenha coragem para denunciar o acordo celebrado com a Santa Sé, a Concordata, impondo que a ICAR - Igreja Católica Apostólica Romana deixe de estar isenta de impostos patrimoniais e de rendimentos! A ICAR é um estado independente e rico e não cabe aos portugueses suportá-la financeiramente e particularmente porque o Estado da República Portuguesa é laico e a maioria dos portugueses não é católica ao contrário do que alguns pretendem fazer acreditar. Portugal é um país independente e soberano sendo imperativo acabar de vez com a intromissão do estado Vaticano e da submissão que continua a impor com a premissa de que “se és crente em Deus obedece-nos cegamente porque o Papa e todo o clero são os seus representantes na terra!”. Para adorar, rogar e falar com Deus não são precisos representantes e tão pouco um estado imperial absolutista faustoso cuja história está recheada de crimes e de depravações.Manuel Peñascoso

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...