uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Oposição quer que município baixe rendas de habitação social em Constância

Edição de 11.12.2013 | Política
Os vereadores do PS na Câmara de Constância sugeriram à maioria CDU que esta abra mão de 8 mil euros de receitas do próximo orçamento municipal, baixando em 30 por cento o valor das rendas de habitação social já a partir do próximo mês de Janeiro.A proposta foi apresentada durante a reunião da Câmara de Constância, realizada a 5 de Dezembro, e apanhou de surpresa os membros da CDU que remeteram para uma próxima reunião a votação desta proposta. “O orçamento camarário está em vias de ser aprovado e estes 8 mil euros a menos vão ter implicações nas contas”, salientou o vereador da CDU, Arsénio Cristóvão, dirigindo-se aos vereadores do PS.Em análise e votação esteve o novo Regulamento da Habitação Social, um documento baseado nas normas adoptadas pela autarquia da Mealhada, que foi motivo de alguma discussão entre os vereadores do PS e CDU devido a alguns pormenores técnicos. Os vereadores do PS contestam o facto de que quem deva nem que seja cinco euros à câmara fique impedido de concorrer à habitação social. “Não concordamos com isso porque se a pessoa deve é porque tem dificuldades económicas”, alegam os socialistas. “Estas normas são muito selectivas e pouco sociais”, referiram os vereadores do PS na sua declaração de voto contra este novo regulamento apresentado e agora aprovado pela autarquia.Daniel Martins, vice-presidente da autarquia de Constância, salientou que os vereadores do PS não apresentaram propostas concretas para a elaboração deste regulamento, “o que foi apresentado foi um regulamento já existente, de outra autarquia, que nós tivemos de analisar ponto a ponto, fazendo as adaptações necessárias à realidade do nosso concelho”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...