uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Protocolo com Liga dos Amigos dos Bombeiros gera conflito e discussão na Câmara de Alcanena

Protocolo com Liga dos Amigos dos Bombeiros gera conflito e discussão na Câmara de Alcanena

Presidente da edilidade não gostou que vereador independente criticasse processo e criticou conduta de Artur Rodrigues, que foi responsável pelo pelouro da protecção civil em anteriores mandatos.

Edição de 11.12.2013 | Sociedade
A presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira (PS), envolveu-se numa acesa discussão com o vereador Artur Rodrigues (ICA) na última reunião de câmara, realizada excepcionalmente na tarde de quarta-feira, 4 de Dezembro. Em cima da mesa estava a aprovação do protocolo de colaboração entre o município de Alcanena e a Liga dos Amigos dos Bombeiros Municipais - que envolve a transferência anual de 55 mil euros para esta associação - quando o vereador independente questionou a presidente sobre os pareceres que tinham sido pedidos a diversas entidades para a redacção do documento final, tais como da Liga dos Bombeiros Portugueses, referindo que não tinha tido conhecimento do teor dos mesmos.Fernanda Asseiceira (PS) retorquiu dizendo que a redacção do protocolo teve em conta todos esses pareceres e que em virtude disso sofreu significativas melhorias. Recordou ainda que, até 2009, altura em que assumiu pela primeira vez a liderança da autarquia, existia uma situação “menos correcta” de enquadrar as transferências de verbas para a corporação e que era feita, de acordo com a autarca, através de verbas obtidas a partir de facturas emitidas por um restaurante. “Este é um caminho mais regular e legal, tratando-se de uma corporação mista, do que o anteriormente em vigor”, disse a presidente. As palavras não agradaram ao vereador independente que retorquiu que, sobre este assunto, nada sabia. Artur Rodrigues voltou a insistir na questão dos pareceres, deixando a autarca visivelmente irritada. “O senhor foi ou não responsável pela Protecção Civil durante oito anos? O senhor tinha ou não conhecimento da transferência de verbas ilegais? Tenho pena que não tivesse tido a preocupação com a elaboração de um protocolo durante esse tempo”, disse a autarca, visivelmente agastada.Igualmente em tom exaltado, Artur Rodrigues disse que não admitia que a honra da sua pessoa fosse posta em causa ao que a autarca respondeu que o que estava em causa não era a honra mas a função assumida. Após a votação da proposta, que contou com o voto contra do vereador independente, a autarca ausentou-se da sala, ficando a reunião a ser liderada pela vice-presidente, Maria João Gomez. Antes da discussão ter subido de tom, o vereador Artur Rodrigues já tinha feito várias intervenções na reunião, nomeadamente relativamente aos documentos previsionais para 2014 tendo recebido sempre resposta pronta da presidente que aludiu à situação camarária encontrada em 2009, após ter ganho as eleições ao ICA. O facto levou mesmo a vereadora do PSD, Susana Aparício, a pedir que se “cortem definitivamente as ligações ao passado” dizendo-se mesmo “incomodada” com a postura assumida pelos elementos do Partido Socialista e o vereador dos ICA nesta reunião.
Protocolo com Liga dos Amigos dos Bombeiros gera conflito e discussão na Câmara de Alcanena

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...