uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Biblioteca itinerante de Abrantes despertou interesse de José Luís Peixoto pela leitura

Escritor falou a O MIRANTE da relação que tem com a cidade onde nasceu
Edição de 23.12.2013 | Cultura e Lazer
O conhecido escritor José Luís Peixoto esteve em Abrantes na sexta-feira, 20 de Dezembro, para apresentar o seu último livro e confessou a O MIRANTE que foi a biblioteca itinerante dessa cidade que despertou em si o gosto pela leitura. Já lá vão quase 30 anos, quando a biblioteca itinerante da Gulbenkian saía de Abrantes para levar os livros a vários pontos do concelho e zonas limítrofes, sendo esta, para muitos, a única forma de acesso à leitura.José Luís Peixoto, que nasceu em 1974 na maternidade de Abrantes, no edifício agora ocupado pela Santa Casa da Misericórdia, recordou a O MIRANTE esses tempos em que a biblioteca itinerante saía de Abrantes, conduzida pelo Dr. Dinis, e ia até às Galveias, uma importante freguesia do concelho de Ponte de Sor, onde o escritor viveu desde criança até à adolescência.“A minha relação com Abrantes, para além de ter sido a cidade onde nasci, prende-se com a biblioteca itinerante que, quando eu era mais pequeno, ia até às Galveias o que para mim foi um despertar importantíssimo para a leitura”, refere José Luís Peixoto. O escritor chega mesmo a afirmar que “se calhar, imagino, sem isso talvez hoje não estivéssemos aqui para a apresentação deste livro”.As memórias que o escritor tem da cidade de Abrantes prendem-se, sobretudo, com “as pastelarias e os bolos”. “Recordo-me de vir a Abrantes na minha adolescência, com alguma frequência, nomeadamente pelo comércio. E o largo das pastelarias faz parte das minhas memórias”, afirma o escritor.Numa breve conversa com O MIRANTE, José Luís Peixoto, embora reconhecendo que actualmente tem um conhecimento algo superficial de Abrantes, não deixa de afirmar que “é uma cidade acolhedora, na qual existe um ambiente agradável e eu sinto-me muito bem cá”.O escritor, que tem obras traduzidas em quatro línguas, esteve na Biblioteca Municipal de Abrantes para apresentar o seu mais recente livro, numa sessão que contou com um grande número de presentes. “Dentro do Segredo” é o seu primeiro livro de viagens, que retrata o quotidiano da sociedade da Coreia do Norte e que surgiu na sequência da sua participação nas comemorações do centenário do líder norte-coreano Kim Il-Sung, em Pyongyang, e da viagem que realizou por várias cidades e locais daquele país que não recebia visitantes estrangeiros há mais de 60 anos.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...