uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Atletas de Vialonga fizeram o pleno do Campeonato Nacional de Kickboxing

Atletas de Vialonga fizeram o pleno do Campeonato Nacional de Kickboxing

Os cinco lutadores da Travassos Team, inserida no Grupo Desportivo de Vialonga, trouxeram cinco títulos de campeão nacional
Edição de 23.12.2013 | Desporto
É algo inédito em Vialonga. A Travassos Team levou cinco atletas ao Campeonato Nacional de Kickboxing em Matosinhos e trouxeram cinco títulos para casa. No dia 23 de Novembro, Daniel Silva sagrou-se campeão na categoria 63kg, Gustavo Machado brilhou nos 69kg, Nélson Batista arrecadou o título nos 79kg, Fábio Bento venceu os 89kg e Carina Sousa venceu nos 65kg. Gustavo é dos mais novos com 18 anos e mostra-se confiante no que diz respeito à sua qualidade. “Para melhorarmos é só preciso mais tempo” atira o jovem.O vialonguense começou a treinar Kickboxing aos 15 anos influenciado pelo tio e desde então nunca mais parou. Está no 12º ano na Escola Secundária do Forte da Casa e para ele a modalidade não passa de um hobby. Daniel tem 32 anos e é dos mais velhos. “Na altura andava no ginásio e vi alguns alunos do mestre Travassos a fazer musculação. Depois decidi experimentar”, conta o atleta que antes também praticava capoeira.O espírito dentro do grupo não podia ser melhor. “Aqui não há rivalidades, somos unidos. Os alvos a abater são os outros” ironiza Daniel. Os lutadores consideram que o mais importante para dominar a arte é o auto-controlo e a lembrança que para todo o ataque existe defesa. Joaquim Travassos, o mestre, não podia estar mais orgulhoso. Tem 49 anos e formou a sua equipa no Grupo Desportivo de Vialonga há oito anos. “Para mim o mais importante é a disciplina, sou da velha guarda” explica o treinador. Nenhum desportista pode chegar atrasado ou começar a aquecer sem fazer a devida saudação ao mestre. “Até à data só tive que dispensar uma aluna que não se dava bem com as regras” regista Travassos que, admite, os lutadores acabam por se habituar à autoridade com o tempo.Os treinos acontecem três vezes por semana no Pavilhão Gimnodesportivo de Vialonga e nunca são iguais. Normalmente têm a duração de uma hora mas podem estender-se até mais tarde com variantes como o Cardio e a Musculação. “Às vezes os poucos treinos que temos valem por meio dia a fazer exercício” indica o técnico que aposta na melhoria da condição física para obter um maior rendimento técnico dos seus atletas. “Os exercícios são puxados” deixa escapar Nélson Batista de 23 anos que corre todos os dias para se manter em forma. A idade ideal para entrar na modalidade é aos seis anos mas Travassos já teve alunos com mais de cinquenta. O mestre é apaixonada pela modalidade e começou a praticar aos 14. “O Kick-Box é uma forma de estar na vida. Além disso, os combates quando têm grandes atletas podem ser um bom espectáculo”, relata, ao mesmo tempo que faz a distinção entre a violência e o desporto. “Ninguém procura confusões fora do ginásio, temos aqui muitos sacos para aliviar a tensão” diz em tom de brincadeira. A Travassos Team tem cerca de vinte alunos e cada um compra o seu próprio material. Os sacos e os “plastrons” foram pagos pelo próprio Travassos que não recebe nada por orientar os treinos. O clube fornece o espaço e os transportes para exterior. O mestre lembra que dois atletas já receberam um convite para ir lutar ao estrangeiro mas que não havia condições financeiras para a deslocação. “Fazemos isto por amor à arte marcial” conclui.
Atletas de Vialonga fizeram o pleno do Campeonato Nacional de Kickboxing

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...