uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Mostrar os usos e costumes com a dança

Mostrar os usos e costumes com a dança

Edição de 23.12.2013 | Primeiro Plano
Longe do aparato das grandes cidades, adultos e crianças dançam, cantam e celebram o prazer da vida. É assim nos ranchos folclóricos, grupos que preservam, defendem e promovem os usos e costumes, as tradições das regiões em que se inserem. Na Associação Recreativa do Porto Alto (AREPA), há um rancho que capta e mostra, como ninguém, as tradições do Ribatejo. O campino, o campo, o cavaleiro. A saia rodada e o sapato preto. Uma tradição que sofre cada vez mais com a falta de jovens, atraídos por outras tecnologias que, aos poucos, ameaçam acabar com as tradições de rua. Mesmo assim, muito por força dos pais e dos membros dos ranchos, continua a haver jovens a iniciarem-se nas lides folclóricas e são sempre as estrelas do espectáculo. Foi assim mais uma vez, no 16º aniversário do rancho da AREPA, onde não faltaram jovens para dar um colorido diferente ao bailarico, que acabou aplaudido de pé por quase uma centena de pessoas. Pelos lados do Porto Alto o grupo dança com vigor e tem quase oitenta elementos, entre adultos e crianças. O rancho do Porto Alto é um nome conhecido na região e no país, sendo que para muitos elementos pertencer ao rancho é também uma oportunidade de viajar com o grupo e conhecer outros locais do país e, em alguns casos, do estrangeiro. E assim se vai levando o Ribatejo a um público cada vez maior, nem que muitas vezes seja através da inocência do olhar de uma criança. Filipe Matias
Mostrar os usos e costumes com a dança

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...