uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Pais queixam-se da comida servida na escola básica de Vialonga

Empresa que presta o serviço e direcção da escola não falam sobre o assunto
Edição de 23.12.2013 | Sociedade
A associação de pais da escola dos segundos e terceiros ciclos de Vialonga considera que as refeições servidas aos alunos no refeitório são de fraca qualidade. Realça que a situação se arrasta há um ano e se agravou nos últimos meses. A comida é distribuída na escola pela Gertal, que ganhou o concurso público do Ministério da Educação para prestar esse serviço. A empresa, contactada por O MIRANTE, não responde. José Vieira, responsável da associação de pais, admite que o problema é grave e que carece de solução urgente. Para José Vieira “não é aceitável” que a comida seja frequentemente servida aos alunos e professores com qualidade que consideram não ser aceitável e garante que vai haver um protesto em breve se o problema não se resolver. Os pais queixam-se também que a quantidade é reduzida. “Há alunos dos escalões sociais que comem na escola a sua única refeição do dia. Se a quantidade é pouca e má dá para perceber as implicações que isso tem”, critica o responsável da associação.Alguns professores já não comem no refeitório e há pais que mandam comida nas mochilas dos filhos. A associação solicitou entretanto uma reunião com a direcção da escola e um responsável da empresa para resolver o problema. “Quando os pais reclamam a qualidade da comida melhora, mas passado algum tempo começa a piorar”, critica José Vieira. Recorde-se que no ano passado a ex-directora da escola, Armandina Soares, já havia confessado que a qualidade da comida “deixava muito a desejar”. Contactado por O MIRANTE o novo director da escola, Nuno Santos, recusou tecer comentários. Em Março deste ano, recorde-se, os pais da escola do primeiro ciclo e jardim-de-infância de Foros da Charneca, em Benavente, servida pela mesma empresa, entregaram um documento na câmara a criticar a qualidade da comida servida.No seu site na internet a empresa apresenta-se como tendo a qualidade como parte integrante do seu modelo de negócio, que garante “os mais altos padrões de qualidade”, através de um “rigoroso controlo” dos fornecedores que lhe permite ser detentora de várias certificações de qualidade. Presente em jardins-de-infância, escolas, colégios, universidades e politécnicos de todo o país, a Gertal serve um total de 200 mil refeições por dia.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...