uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
População das Mouriscas quer largo requalificado e lança petição

População das Mouriscas quer largo requalificado e lança petição

Largo do Espírito Santo aguarda pelas obras da Câmara de Abrantes há alguns anos
Edição de 23.12.2013 | Sociedade
O principal largo de Mouriscas, no concelho de Abrantes, está votado ao abandono há anos. Recentemente, o espaço foi utilizado como estaleiro das obras dos Serviços Municipalizados de Abrantes e a população quer agora ver o largo do Espírito Santo arranjado.Para o efeito, foi lançada recentemente uma petição pública, disponível online e em todos os cafés da freguesia, que apela à requalificação paisagística daquele espaço, também conhecido como largo das Ferrarias.O impulsionador foi António Louro, eleito da assembleia de freguesia, que lamenta o estado deplorável em que se encontra o largo que considera “o único existente em Mouriscas com dimensões adequadas para a realização de vários tipos de comemorações e eventos culturais e sociais”.Em declarações a O MIRANTE, António Louro refere que “há muito tempo que há um projecto da Câmara de Abrantes para intervir neste local, mas, ano após ano, fica metido na gaveta e nunca mais arrancam as obras”. “A justificação que davam, na altura, era de que estava dependente das obras do saneamento, que entretanto já foi concluído, e era altura de arrancar com o projecto do Largo”, reclama António Louro.O referido largo encontra-se em terra batida há décadas e quando chove torna-se num autêntico lamaçal. Durante alguns meses, o largo do Espírito Santo serviu para albergar o estaleiro dos empreiteiros envolvidos na empreitada do saneamento básico na freguesia.Segundo António Louro, essa situação foi degradar ainda mais o fontanário existente no meio do largo, considerado “um memorial à chegada da água canalizada a Mouriscas ocorrida nos anos 60” e que “foi deixado em condições lastimáveis com a cantaria de granito muito danificada, com arestas partidas, a base arrancada e sujidade por todo o lado”.Contactada por O MIRANTE, Maria Teresa Dinis, presidente da Junta de Freguesia das Mouriscas, referiu que há cerca de três semanas esteve reunida com um vereador da câmara naquele local e “reforçamos a urgência de requalificar aquele espaço”. No entanto, a autarca ainda não tem conhecimento do tipo de intervenção que a câmara tem projectada para aquele local. Fonte da Câmara Municipal de Abrantes remete para o próximo ano o desenvolvimento do projecto de requalificação do Largo do Espírito Santo referindo que o município chegou a desenvolver um estudo preliminar mas o mesmo “foi interrompido devido à necessidade de executar obras de infraestruturas na localidade que ainda se encontram a decorrer”.
População das Mouriscas quer largo requalificado e lança petição

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...