uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Autarcas da Chamusca unidos contra o encerramento da Repartição de Finanças

Assembleia municipal manifesta-se em bloco contra a decisão do Governo
Edição de 30.12.2013 | Sociedade
Todos os eleitos da Assembleia Municipal da Chamusca aprovaram uma moção contra o possível encerramento da Repartição de Finanças da vila sede de concelho. A moção foi apresentada pelos eleitos da CDU e foi bem acolhida pelos representantes do PS e PSD/CDS.Na moção, os eleitos da CDU citam informações do presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos e da comunicação social, não desmentidas pelo Governo, que referem estar previsto o encerramento de nove repartições no distrito de Santarém, entre elas está a da Chamusca.Segundo os subscritores da moção, o encerramento da Repartição de Finanças da Chamusca, a confirmar-se, trará grande dificuldades para os munícipes, não só por lhes retirar mais um serviço público como também por agravar o isolamento de uma população dispersa num grande concelho, como é o da Chamusca.A dispersão demográfica e a falta de transportes públicos são apontados como uma entrave ao encerramento dos serviços no concelho da Chamusca. Considera-se ainda que as autarquias não podem ser meros cobradores de impostos, dado que essa não é a sua principal função, e que o edifício da Repartição de Finanças da Chamusca é do Estado não representando despesa acrescida para o erário público.Os eleitos da Assembleia Municipal da Chamusca manifestam a sua firme oposição ao encerramento da Repartição de Finanças e resolveram constituir uma comissão, que reúne representantes de todas as forças políticas, que juntamente com a câmara irá promover iniciativas por forma a garantir a permanência do serviço de Finanças na Chamusca.A moção apela ainda à mobilização da população do concelho, para que das mais variadas formas se oponha ao encerramento de mais este serviço público. O documento vai ser remetido ao Presidente da República, primeiro-ministro, ministra das Finanças, presidente e grupos parlamentares da Assembleia da República, Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, Delegação Regional de Finanças de Santarém e Repartição de Finanças da Chamusca.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...