uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Junta de Freguesia de Vila Chã de Ourique ainda sem executivo formado

Junta de Freguesia de Vila Chã de Ourique ainda sem executivo formado

Mais de três meses após as eleições autárquicas, PS e oposição não se entendem e o braço de ferro parece estar para durar. Autarquia encontra-se em gestão corrente.

Edição de 30.12.2013 | Sociedade
A Junta de Freguesia de Vila Chã de Ourique, no concelho do Cartaxo, vai entrar em 2014 sem ter ainda executivo formado, situação que será única no distrito de Santarém após se ter resolvido em Dezembro o caso de Alcanhões (Santarém). Três meses passados sobre as eleições autárquicas, as várias forças políticas com assento na assembleia de freguesia ainda não se conseguiram entender e o braço de ferro parece estar para durar. A presidente da junta eleita, Maria da Conceição Nogueira (PS), quer ter maioria absoluta no executivo (composto por si e por mais dois elementos) e considera que já cedeu a sua parte ao aceitar como primeiro secretário um elemento da oposição - Carlos Albuquerque, cabeça de lista do Movimento Pelo Cartaxo - que foi eleito numa das cinco sessões da assembleia em que se tentou desbloquear a situação. Já o cabeça de lista do PSD não autorizou que o seu nome fosse posto à votação e o nome do eleito da CDU foi chumbado.O problema, segundo Maria da Conceição Nogueira, é que a oposição, que tem maioria absoluta na assembleia de freguesia (órgão onde são eleitos o secretário e o tesoureiro da junta), quer que o executivo seja tripartido, com um elemento de cada força política. A presidente da junta revelou a O MIRANTE que vai em breve convocar nova assembleia e garante que vai propor novamente os nomes da lista do PS à votação para o lugar que falta. Ao todo já se realizaram cinco sessões para compor o executivo sem que houvesse fumo branco.Maria da Conceição Nogueira ganhou as eleições na freguesia de Vila Chã de Ourique com apenas 17 votos de vantagem sobre o candidato do PSD. Na distribuição de mandatos na assembleia de freguesia, PS e PSD têm 3 eleitos cada, o Movimento Pelo Cartaxo (ligado ao ex-presidente da câmara Paulo Varanda) tem 2 e a CDU tem um. PSD e Movimento Pelo Cartaxo têm inviabilizado as propostas da presidente da junta, com excepção daquela que permitiu a eleição do cabeça de lista do movimento independente para secretário. Falta agora eleger o tesoureiro e sem esse passo não há executivo formado, obrigando a junta a funcionar em gestão corrente.A presidente da Junta de Vila Chã de Ourique diz não compreender a intransigência da oposição, recordando que noutras freguesias do concelho a força política vencedora também não teve maioria absoluta mas não se registaram entraves de maior relativamente à constituição do executivo da junta. Casos de Pontével e Valada, onde as vitórias do Movimento Pelo Cartaxo foram igualmente por margem reduzida e o PS viabilizou a formação dos executivos das juntas abstendo-se nas votações efectuadas nas respectivas assembleias de freguesia.Para já, a gestão corrente da junta é assegurada pela presidente eleita e pelo tesoureiro do anterior executivo e o orçamento para 2014 será por duodécimos, não permitindo uma planificação a médio prazo. “Não sei como isto se vai resolver”, diz Conceição Nogueira, que não abdica de ter maioria na junta de freguesia. “Se já me estão a criar tantos problemas agora, imagino como seria depois no executivo”, desabafa.
Junta de Freguesia de Vila Chã de Ourique ainda sem executivo formado

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...